Estudante universitária seguiria para a faculdade quando foi atacada com vários golpes de faca e morreu

Universitária é assassinada; ex é suspeito

Carro usado na fuga foi localizado

A universitária Maria Julia Martins Quintino da Silva, 17 anos, foi assassinada nesta tarde de segunda-feira (9), em Ilha Solteira, quando saía de casa para ir à faculdade. O acusado do crime é o ex-companheiro da vítima, que está foragido.

Segundo apurado pela reportagem, a adolescente foi ferida com vários golpes de faca e encontrada pela polícia, caída na calçada. Equipe de resgate foi acionada, mas ela já estava morta.

O suspeito do crime teria deixado o local em um VW Gol com placas de Selvíria (MS). A polícia saiu em patrulhamento e localizou o carro na rodovia Feliciano Sales Cunha (SP-310). O veículo era conduzido por um primo do suspeito, que deverá ser ouvido pela polícia.

O local do crime passaria por perícia antes de o corpo ser liberado para exame necroscópico no IML (Instituto Médico Legal).

LUTO
Maria Julia era residente em General Salgado e estava no primeiro ano do curso de zootecnia da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Ilha Solteira, que decretou luto oficial de três dias.

Pela página no Facebook, o grupo de voluntários de Ilha Solteira, criado por universitários da Unesp, lamentou a morte. "Em respeito à estudante do curso de zootecnia, Maria Julia Martins Quintino da Silva, informamos que a reunião desta segunda-feira será suspensa. Nossos sinceros pêsames aos familiares e amigos por esta terrível perda e muita força para superar este momento". (Colaborou Roni Willer)

LINK CURTO: http://folha.fr/1.398577

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook