Célio de Oliveira continua sem assumir seu segundo mandato

TSE adia avaliação de recurso de ex-prefeito cassado: 'Sem urgência'

Situação política da cidade ficará para mais a frente

    
O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) adiou, na noite de quarta-feira (5), a decisão dos embargos de declarações movidos pela defesa do ex-prefeito de Penápolis Célio de Oliveira (PSDB) que teve o registro de candidatura cassado e, por isso, não pode assumir seu segundo mandato.

Durante a pauta de julgamentos, o ministro-relator, Herman Benjamin, solicitou ao presidente do tribunal, Gilmar Mendes, que fosse adiado. "Não é urgente esse processo, pelo que eu entendi", disse. 

O pedido foi aceito por Mendes, cujo processo será julgado em nova data a ser marcada. Com isso, a expectativa de uma definição na situação política da cidade ficará para mais a frente. (Ivan Ambrósio)