Thauana Duarte (direita) (PSDB), e sua vice, Edileuza da Cruz (PSD) podem ser cassadas

TRE-SP suspende cassação de chapa de prefeita

O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) determinou na última terça-feira (11) a suspensão temporária da decisão que cassou os mandatos da prefeita de Nova Independência, Thauana Duarte (PSDB), e de sua vice, Edileuza da Cruz (PSDB). 

Ao atender solicitação da defesa da tucana, o juiz relator Marcelo Coutinho Gordo justificou em sua decisão que deferiu, excepcionalmente, o pedido para evitar que ocorresse alternância de poder, por envolver a chefe do Executivo e pelo fato de que não vai haver sessão de julgamento até 1º de agosto. 

No final do mês passado, o tribunal cassou os mandatos de Thauana e Edileuza, pois entendeu que a vice deveria ter se descompatibilizado do cargo de prefeita - que assumiu no segundo semestre do ano passado, após Neusa Joanini (PSDB) ser cassada pela Câmara por suposta prática de improbidade administrativa ao ser aprovada em concurso na gestão de seu marido, o ex-prefeito Valdemir Joanini, também tucano, usando nome de solteira. 

CONFIANÇA
O advogado de Thauana e Edileuza, Willian Tadeu de Carvalho, disse que a sentença já era esperada, pois o recurso que pretende ingressar contra a cassação tem efeito suspensivo. Segundo Carvalho, a defesa está bastante confiante que vai conseguir reverter o veredicto no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://tinyurl.com/y8mwz3wc