Otávio Gomes (DEM), filho de Edson Gomes (PP), faz planos para um mandato de quatro anos

Plano de prefeito interino é para mandato de 4 anos

Assumiu o Executivo em março do ano passado

Apesar de desejar que seu pai, Edson Gomes (PP), assuma o cargo de prefeito, para o qual foi eleito em 2016, o prefeito em exercício de Ilha Solteira, Otávio Gomes (DEM), faz planos para um mandato de quatro anos.

O democrata assumiu o Executivo em março do ano passado, durante cerimônia de posse em que Edson não compareceu. Na época, ele estava foragido da Justiça por conta de decreto de prisão preventiva em processo criminal em razão de suposto crime contra a Lei de Licitações, em pregões para a realização de eventos no município. 

Edson chegou a ser preso, mas foi solto em outubro do ano passado após decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que, no entanto, determinou seu afastamento da Prefeitura por 180 dias. 

Por conta das dificuldades que sua família passa por causa da política, Otávio disse à Folha que não se imaginava administrando o município. Ele contou que demorou para “cair a ficha”.

Otávio falou que ficou assustado ao saber que iria governar no lugar de Edson, por conta do tamanho da responsabilidade que o cargo possui. Porém, o prefeito interino comentou que está aprendendo e se adaptando ao trabalho de gestor.

Entre suas conquistas, no início de mandato, o democrata falou que está na volta do amor dos munícipes por Ilha Solteira, que deu para ser sentido no retorno de eventos tradicionais da cidade.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.386297

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook