Adriana Villela (destaque), de 43 anos, e o veículo em que estava

Penapolense morre em acidente de ônibus em Minas Gerais

Veículo saiu da pista e capotou em ribanceira

A penapolense Adriana Villela, de 43 anos, morreu em um acidente de ônibus na madrugada de terça-feira (13) na BR-262, entre Araxá e Ibiá, no Alto Paranaíba. O veículo, que seguia de Belo Horizonte para Campo Grande (MS), saiu da pista e capotou em uma ribanceira, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Tales Gualberto Rogick, de 31 anos, também morreu no local do acidente, enquanto que 16 pessoas ficaram feridas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ônibus transportava 24 pessoas, incluindo o motorista e o auxiliar. O condutor disse que, por volta das 2h, no km 652, viu um caminhão que invadiu a pista contrária. Ao tentar desviar, perdeu o controle da direção, caindo em uma ribanceira e capotando em seguida. 

Quando a polícia chegou ao local, três passageiros estavam caídos fora do veículo. Eles foram socorridos com fraturas. Dentro do ônibus foi necessário retirar seis vítimas, que ficaram feridas. 

Já os corpos foram levados para o IML (Instituto Médico Legal) de Araxá. As demais vítimas foram socorridas e encaminhadas para hospitais de Araxá, Ibiá e Uberaba. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento da penapolense.

ASSISTÊNCIA
Segundo confirmou a assessoria da Gontijo, das 24 pessoas que estavam no veículo, duas morreram no local e 17 foram para hospitais da região, sem risco de morrer. A empresa informou que enviou uma equipe ao local para prestar auxílio aos passageiros e familiares e sugeriu que todos os passageiros passassem por exame médico, mesmo não apresentando lesões. 

No entanto, cinco passageiros preferiram seguir viagem e foi enviado um ônibus para buscá-los. A Gontijo ainda relatou que representantes foram até os hospitais para auxiliar as vítimas e que, caso seja necessário, será providenciado auxílio para que familiares se desloquem até Araxá e Ibiá para acompanhamento.

LINK CURTO: http://tinyurl.com/ya9f8jld