Brito e o braço que se movimenta sem colidir com outros objetos

Penapolense é destaque na Europa

O penapolense Thadeu Vinícius de Brito, de 26 anos, se destacou na Europa com seus trabalhos tecnológicos. Por meio de um projeto montado na universidade que estuda, em Portugal, ele criou um braço robótico que evita obstáculos, ou seja, que pode se movimentar sem colidir com outros objetos.

A paixão pela tecnologia começou quando entrou na UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), para cursar engenharia eletrônica. "Sempre gostei de eletrônica. Lembro que, desde criança, pedia para meus pais ferramentas e componentes para brincar. Apesar de a robótica ser fascinante para qualquer pessoa, para ser sincero, naquela época eu não tinha tanto entusiasmo para robôs", disse.

Ele contou que, em 2016, participou de um processo seletivo da universidade e foi convidado a participar do “Programa de Dupla Diplomação” promovido em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança, em Portugal. “Foi a partir daí que comecei a desenvolver a tese de meu mestrado em engenharia industrial. Como aqui eles trabalham muito a ideia do teórico como prático, foi a oportunidade que vi para criar meu projeto, a de um braço robótico que evita obstáculos”, explicou.

BASE
O jovem acrescentou que, na instituição, participou de vários projetos que serviram como base para iniciar no ramo acadêmico. "Dois deles geraram artigos científicos, sendo que um estudo que desenvolvi em minha tese tratou-se de um sistema para manipuladores evitarem colisões. De maneira resumida, o sistema torna um braço robótico industrial capaz de desviar de obstáculos (pessoas, objetos e outros)", observou.


Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook