Penápolis tem nova indicação para receber verba e fortalecer turismo

Penápolis foi novamente apresentada por deputados estaduais para se tornar MIT (Município de Interesse Turístico). O autor da proposta é o parlamentar Itamar Borges (MDB). Após a apresentação da proposta na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), o documento segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça.

Em seguida, vai para a Secretaria de Estado de Turismo e ao Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos). Com o parecer favorável, o projeto passará pela comissão de mérito da assembleia e, se aprovado, estará pronto para ser votado em plenário. Se aprovado pelos deputados, segue para sanção do governador. 

Este é o segundo pedido feito por um parlamentar para que a cidade participe do MIT. Reportagem publicada em julho de 2017 mostrou que o deputado Marco Vinholi (PSDB) também apresentou projeto semelhante, que ainda está em análise.

VERTENTES
Segundo explicou o secretário municipal de Cultura, Luiz Colevatti, o turismo em Penápolis é baseado em duas vertentes: o cultural e o religioso. "Temos os museus do Folclore, Histórico, de São Francisco (Primeira Casa de Penápolis) e o do Sol, totalmente preparados para o recebimento de turistas", disse. 

No aspecto religioso, ele destacou o Santuário de São Francisco de Assis. "Temos uma extensa programação de eventos não só ligados à Igreja Católica, mas também à evangélica", ressaltou o secretário. 

Com a obtenção do título de MIT, a cidade receberá, anualmente, cerca de R$ 550 mil do governo estadual, sendo 85% direcionado para infraestrutura e 15% para investimentos. 

"Os recursos podem ser usados em sinalização, melhorias nas entradas da cidade, reformas de equipamentos culturais, eventos turísticos e na formação cultural", afirmou Colevatti. "Além da verba, incrementar a atividade turística aumenta o fluxo de pessoas da cidade, gera empregos, incentiva a rede hoteleira, os restaurantes, entre outros benefícios", completou.

O secretário adiantou que será enviado um projeto de lei à Câmara para que o setor de Turismo seja transferido para a Secretaria de Cultura. "Atualmente ele está ligado a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Trabalho. Entendemos que as atividades estão mais para a cultura e, por isso, precisamos desta alteração", enfatizou.

PLANO DIRETOR
Para pleitear o título, foi desenvolvido um Plano Diretor de Turismo e um Diagnóstico dos Recursos e Atrativos Turísticos, com todos os dados, informações e infraestrutura do município. O projeto foi desenvolvido pela turismóloga Érika Domingues Caldeira, com o apoio do Comturp (Conselho Municipal de Turismo de Penápolis).

Além de Penápolis, outras cinco cidades da região tiveram projetos apresentados por deputados estaduais para serem selecionadas no MIT: Araçatuba, Auriflama, Guararapes, Avanhandava e Valparaíso, sendo as duas últimas escolhidas, no passado, para abrigarem presídios, algo que nem sempre é bem-visto pela população. Os projetos seguem em análise na assembleia.

CASTILHO
Castilho teve duas indicações (dos deputados estaduais Mauro Bragato (PSDB) e Itamar Borges) a receber o título, no entanto, não cumpriu os requisitos. No entanto, o projeto pode ser reapresentado. O Estado tem, ao todo, 70 estâncias turísticas. Buritama foi a primeira da região a estar nesta lista.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.384910

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook