Alteração atende determinação trabalhista e traz controle de horas

Penápolis implanta ponto eletrônico em unidades de saúde

A partir deste mês, as unidades municipais de saúde de Penápolis passarão a contar com o registro de ponto eletrônico. O registro por biometria será obrigatório nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), na Clínica de Odontologia e no Serviço de Vigilância Epidemiológica, assim como já ocorre nos demais setores públicos.

Em nota enviada pela assessoria de imprensa, a administração informou que a Secretaria Municipal de Saúde e o Setor de Departamento Pessoal ficarão responsáveis pelo gerenciamento dos dados e dos aparelhos. Neste mês, as unidades já utilizaram o registro biométrico em fase de testes para implantação.

Segundo o secretário de Saúde, Wilson Carlos Braz, o teste permitiu detectar possíveis inconsistências no sistema eletrônico e corrigi-los. "Com a instalação, o registro passa a ser obrigatório a todos os servidores. Esta é uma alteração que atende a determinações trabalhistas e traz maior controle das horas trabalhadas de cada servidor", explicou.

A biometria é a preservação de direitos dos servidores, além de garantia de cumprimento da carga horária. "Esta é uma garantia para o funcionário de que ele cumpriu corretamente a jornada de trabalho. Além disso, é uma facilidade tecnológica e atende a informatização da folha de pagamento", afirmou.

MÉDICOS
Braz observou que todos os servidores, da área administrativa, enfermagem, médicos, dentistas, agente de saúde e saneamento passarão a registrar a entrada e saída por meio da digital cadastrada, assim como já ocorre nos demais espaços públicos. Além dos equipamentos, foram instaladas nas unidades de saúde um circuito de câmeras de monitoramento.

"Elas foram colocadas próximas dos relógios de ponto e na entrada e saída das unidades. O objetivo é garantir a segurança dos próprios servidores, para preservação dos equipamentos e para o controle do público, que acessa estes locais para atendimento", disse o secretário.

INFORMATIZAÇÃO
Além do ponto eletrônico, o município quer fazer parte do grupo de 3.070 cidades que informatizaram o sistema de saúde. Araçatuba está na lista. Penápolis iniciou o processo de informatização em 2015 e finalmente realizou licitação para aquisição de computadores para as unidades de saúde. A compra dos equipamentos é financiada com recursos de emendas parlamentares.

A implantação do novo sistema seguirá determinação do Ministério da Saúde e, quando o processo for concluído, facilitará a organização e agilizará o envio de dados dos atendimentos ao próprio órgão federal. Segundo o Ministério da Saúde, das 42.495 UBSs em funcionamento no País, apenas 15.488 (35%), são informatizadas.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.387252

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook