Pacientes recusam ambulância antes de viagem

Pacientes de Guararapes que teriam atendimento médico em São Paulo, recusaram a van ambulância oferecida pela Prefeitura para fazer a viagem, por não ter capacidade para transportar o total de passageiros. O caso aconteceu na noite de quarta-feira (10) e outro veículo foi fretado pelo município para fazer o transporte.

Segundo denúncia feita à Folha da Região, havia 12 pessoas para serem transportadas para São Paulo, onde pacientes receberiam atendimento médico que não é oferecido no município. O grupo se encontrou na rodoviária da cidade, entretanto, recusou viajar na ambulância disponibilizada pela administração.

A Polícia Militar foi acionada e impediu que o veículo seguisse viagem com número de passageiros superior à capacidade. Fotos do veículo e áudio de pessoas que estavam no local foram divulgados pelo Whatsapp. Em um deles, uma pessoa comenta que nem mesmo presidiários são transportados nas condições que estavam sendo oferecidas aos pacientes.

Após um período de impasse, a Prefeitura fretou outra van e os pacientes com os respectivos acompanhantes seguiram viagem. Em outro áudio que a Folha da Região teve acesso, uma pessoa conta que o veículo fretado tinha ar-condicionado e internet. Segundo essa pessoa, a maioria dos pacientes era idosa e com problema cardíaco. Ela comentou ainda que o impasse durou aproximadamente duas horas, mas nenhum paciente perdeu o atendimento por causa do atraso.

CARONA
A Prefeitura de Guararapes informa que o veículo oferecido aos pacientes está em bom estado de conservação e que o grupo participa do programa chamado "Carona Amiga", que é uma parceria com as Prefeituras de Valparaíso e Rubiácea para o transporte de pacientes desses municípios. Assim, cada viagem é feita com um veículo de cada cidade, cedido pela Prefeitura.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.383912

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook