Nalberto Vedovotto é coach, jornalista e escritor em Birigui

Nalberto vedovotto: Um anjo chamado Carla!

"Bem aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem aventurados os puros de coração, porque verão a Deus" (Mateus 5, 7-8).

Feliz da comunidade que tem em seu seio seres iluminados que colocam o bem coletivo acima de veleidades materiais, e fazem a diferença na vida de seu semelhante, meio ambiente, animais, rios, etc. Entre os raros exemplos de amor incondicional, destaco a jovem Carla Bianchi, que desde 2008 dedica parte essencial da sua vida a cuidar de animais (cães e gatos) abandonados nas ruas da cidade.

Começou com essa missão em 2008, ao dar atenção pessoal a cães que encontrava abandonados pelas ruas, e em 2010 fundou a Associação “Anjo Animal”. Não tem estatística oficial do número de animais que receberam tratamento digno ao longo de quase dez anos ininterruptos, mas ela acha que passa de cinco mil.

Todos os sábados a vemos junto aos seus amigos da Associação “Anjo Animal”, na Praça James Mellor (Paço Municipal), expondo os “bichinhos”, à espera de um coração caridoso que os adotem e os levem para suas casas. Felizmente, mais de três mil animais foram adotados e têm um lar onde recebem carinho e atenção todos os dias. “Sangra o coração” olhar no rostinho de cães e gatos abandonados, entre os quais, alguns que sofreram maus-tratos de seus donos. Felizmente são acolhidos, recuperam a saúde e postos a adoção.

Nem todos têm a sorte de ganhar um lar, principalmente os mais velhos. Hoje, no canil da associação, existem de 60 a 70 animais, que são alimentados, cuidados, e nos finais de semana recebem o carinho especial dos que participam da instituição. A jovem Carla ganhou a admiração da comunidade biriguiense, que insistiu para que saísse candidata a uma vaga à Câmara de Vereadores. Com o slogan “Carla, a cuidadora”, foi a segunda mais votada. Recebeu 2014 votos, 130 a menos do mais votado, nas eleições de 2016.

Nos primeiros seis meses de mandato, Carla apresentou anteprojetos onde pede o cadastramento das carroças, para o município custear a castração de animais pertencentes a famílias carentes e conseguiu um terreno em doação, de mais de 7.300 metros quadrados, justamente para ampliar o acolhimento.

Carla, juntamente com seus companheiros de associação — Aleida, Aluísio, Gláucia, Eveli, Isabeli, Juliana, Lucas, Priscila, Valério, Vera Lúcia e Thais —, trava uma luta insana para conseguir levar a ação humanitária adiante, pois há uma despesa mensal fixa em torno de R$ 6 mil (aluguel, água, luz, ração, despesas veterinárias etc.).

Nossa gratidão eterna a todos, desejando que o Criador possa sempre estar ao lado deles, para que jamais deixem nossos irmãos cães e gatos morrer a míngua, por culpa de uma sociedade preocupada apenas com a conquista de bens materiais.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.373078

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook