Nalberto Vedovotto é coach, jornalista e escritor em Birigui

Nalberto Vedovotto: Quer ter sucesso? Gandhi tem a receita!

Importante contar esta história de Mahatma Gandhi, para que entenda o sentido do artigo. Uma mãe muito preocupada com a saúde do filho o leva até Gandhi para que o aconselhe a não comer mais açúcar. Gandhi olha para o garoto, vira-se para mãe e diz: 
 
— Senhora, traga-o daqui a 90 dias!
 
Passaram-se os noventa dias e lá estava novamente a mulher e o jovenzinho.
 
Gandhi presta atenção ao menino e diz: 
 
— Mãe, volte daqui a 90 dias.
 
Essa ida e vinda se repetiu por mais umas três vezes, até que, na última, Gandih olha para o adolescente e diz: 
 
— Menino, de hoje em diante, não coma mais açúcar, faz muito mal à sua saúde.
Incrédula, a mulher retrucou:
 
— Mas mestre, por que não disse isso por ocasião da minha primeira visita?
 
Gandhi arrematou:
 
— É que, nas vezes anteriores, eu ainda comia açúcar!
 
Narro esta história para consolidar o que grandes estudiosos dizem acerca de você adquirir um novo hábito, por mais difícil que seja. Há quase que um “axioma”, a atestar que o tempo para se incorporar um novo comportamento é de 21 a 66 dias.
 
Hoje, tal qual Gandhi, posso gerar prova pessoal que isso verdadeiramente ocorre. Há mais de vinte anos não ingeria carne vermelha, a não ser muito raramente, quando passava por um local onde promoviam um churrasco. O cheiro característico da carne assada fazia com que degustasse uma pequena porção para saciar os vermes irrequietos.
 
Meu grande amigo Sérgio dos Santos foi o grande incentivador para abdicar definitivamente da minha alimentação, qualquer tipo de produto animal. Confesso! Irritava-me quando ele afirmava: 
 
— Amigo: não como carne de jeito nenhum!
 
Indagava a mim mesmo: “Quando será que isso vai acontecer na minha vida?”. Frustrado, ainda questionava mentalmente. “O que esse cara faz para ser tão assertivo assim?”.
 
Até que, enfim, resolvi testar o conhecimento da teoria “21/66 dias”. Num almoço em casa, disse à minha esposa: 
 
— De hoje em diante não precisa mais preparar nenhum tipo de carne para mim. Não comerei mais nenhum pedaço de um ser vivo que precise morrer a fim de que eu sobreviva.
 
E, lógico, iniciei a contagem dos 66 dias. Ao atingir o 21º dia não suportava mais ver carne sobre a mesa. Ajudou também, o fato de ficar mais de 30 dias fora da minha casa, a alimentar-me de comida preparada em restaurantes. Hoje, posso imitar em alto e bom tom o Sérgio dos Santos e dizer: “Não como mais carne de jeito nenhum!” 
 
O que quero deixar de lição com este artigo? Que o ser humano é dono do seu destino, capaz de realizar todas as obras a que se propõe. Não existe a palavra impossível quando uma pessoa se coloca em ação.
 
Então, meu caro leitor, quando vai iniciar a contagem dos primeiros 21 dias para a conquista de seu grande SONHO? Fica lançado agora, esse desafio. Sucesso!
LINK CURTO: http://folha.fr/1.361149