No pronto-socorro, ela retirou, de dentro da vagina, uma sacola com 37 pedras de crack

Mulher é presa com pedras de crack escondidas nas partes íntimas

Para despistar do flagrante de tráfico de drogas, uma desempregada de 39 anos tentou engolir cinco pedras de crack. O caso ocorreu na noite de quarta-feira (31), na rua Tiradentes, na Vila Aparecida, em Penápolis. Ela foi levada ao pronto-socorro, onde retirou mais 37 pedras do entorpecente, que estavam na vagina.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar fazia patrulhamento pelo local, quando viu a acusada na frente de uma residência. Por haver denúncias de que ela venderia entorpecentes, a equipe decidiu abordá-la. A mulher, ao perceber a viatura, tentou engolir cinco pedras de crack, que foram apreendidas.

PS
Os PMs perguntaram a desempregada se havia mais drogas, tendo ela entregado uma porção de maconha, que estava escondida no sutiã. No imóvel, nada de ilícito foi encontrado. A acusada foi levada ao pronto-socorro onde, na presença de um médico, confessou que havia mais entorpecentes.

Ela retirou, de dentro da vagina, uma sacola com mais 37 pedras de crack. Foram apreendidos ainda R$ 369 em dinheiro que estavam em uma bolsa. A desempregada confessou que tinha comprado 70 unidades do entorpecente e que tinha vendido uma parte antes da chegada dos policiais.

Levada ao plantão policial, a mulher prestou depoimento e foi encaminhada para a cadeia feminina de Tupi Paulista (a 170 km de Araçatuba).

LINK CURTO: http://folha.fr/1.387017

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook