Em abril de 2016 foi instaurado inquérito para apurar a existência de política pública de atendimento aos animais domésticos (cães e gatos) na cidade

MP quer que justiça obrigue o Executivo a cuidar de animais de rua

Inquérito foi instaurado em 2016

O Ministério Público de Ilha Solteira (a 166 km de Araçatuba) ingressou com ação contra a Prefeitura da cidade pedindo para que a Justiça a obrigue a implantar uma política de tratamento, esterilização e recolha de animais de rua. O processo foi registrado no último dia 15 e afirma que a administração tem deixado de cumprir leis municipais.

De acordo com o MP, em abril de 2016 foi instaurado inquérito para apurar a existência de política pública de atendimento aos animais domésticos (cães e gatos) na cidade, bem como o descumprimento das disposições constantes na lei municipal 1.027/2003, que disciplina a criação, propriedade, posse, guarda, uso de transporte de cães e gatos em Ilha Solteira.

“No decorrer das investigações, verificou-se que, nos últimos anos, a cidade tem se mostrado insensível para com os direitos dos animais. Com efeito, detectou-se no espaço territorial um grande número de cães e gatos em completo estado de abandono, perambulando pelas ruas sem qualquer apoio por parte do poder público”, diz a petição.

A reportagem enviou e-mail para a assessoria de imprensa da Prefeitura, mas não obteve retorno.


Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook