MP apura ausências de médicos em plantões de unidade hospitalar

O Ministério Público de Mirandópolis instaurou inquérito para apurar se quatro médicos que atuam no Hospital Regional da cidade estão cumprindo o horário dos plantões presenciais e à distância que deveriam fazer na unidade. Outros profissionais já são réus em ação civil pública de 2015 pelo mesmo motivo e no mesmo hospital.

De acordo com a portaria de inquérito instaurada para apurar a nova denúncia, os quatro médicos estariam - em vez de prestar serviço para o hospital de Mirandópolis - fazendo plantões em outras instituições, no mesmo horário. A Promotoria já confirmou, antes da instauração do inquérito, que os profissionais mantêm vínculos com outros hospitais da região, como em Araçatuba, Andradina, Castilho e Guaraçaí, o que configuraria ato de improbidade administrativa se eles recebessem por plantões que não fizeram.

O MP já pediu ao hospital de Mirandópolis e aos outros da região informações sobre os horários em que esses médicos trabalharam entre 2016 e 2017, para saber se os plantões foram realizados ao mesmo tempo em mais de uma cidade. Nesta semana, a Justiça de Mirandópolis decidiu que um outro médico, acusado de faltar com sua obrigação, vá a júri popular, pela morte de uma paciente em 2014.

Leia esta notícia na íntegra em nossa edição digital para assinantes
LINK CURTO: http://folha.fr/1.401902

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook