'Morar Melhor'

Enquanto muitos municípios só pensam em arrecadar mais, Buritama dá exemplo

Para o início de 2018, algumas famílias carentes de Buritama poderão comemorar uma grande conquista. Foi aprovada lei que autoriza a Prefeitura a doar mão de obra e dinheiro para a reforma de imóveis que sejam considerados insalubres ou apresentem situação de risco à vida ou à saúde.

O que para muitos nada mais é do que uma reforma, há aqueles que não podem viver em suas casas por falta de condições ou porque o imóvel se encontra condenado devido à forma como foi construído. A lei já deve começar a recuperar lares logo no início de janeiro, devolvendo também a autoestima de diversas famílias que hoje moram de favor com parentes ou ainda passam por transtornos devido às condições precárias em que vivem.

Destinar recursos do município para ações como esta é algo a ser muito bem planejado. No caso de Buritama, os recursos existiam, mas não podiam ser transferidos para os munícipes por falta de legislação que regulamentasse o ato. 

Em um primeiro momento, serão disponibilizados R$ 600 mil para a recuperação de moradias de munícipes de baixa renda, priorizando aqueles que estão abaixo da linha de pobreza. O valor máximo estabelecido, R$ 30 mil por imóvel, é uma maneira eficiente de garantir o acesso de um maior número de necessitados.

São exemplos como este, dado pela cidade de Buritama, que devem nortear os princípios da administração pública. Não é fácil para pessoas que perderam sua moradia, ou nunca possuíram condições favoráveis, conseguir empréstimos ou financiamentos habitacionais para reformas. Desta maneira, o município pode ajudar a dar mais dignidade à vida humana, garantindo, ao menos, melhores condições.

Enquanto muitos municípios só pensam em arrecadar mais, Buritama dá um exemplo de solidariedade, garantindo também que, quem deseje ter acesso aos recursos, deva estar em dia com as suas obrigações para com os cofres municipais. A partir do momento em que os políticos param de olhar para o próprio umbigo, surgem ações de grande importância, que mostram que ainda há esperança nos homens que estão no poder, tomando as decisões que devem beneficiar a todos. 

Embora não seja uma iniciativa inédita, o importante é que o programa “Morar Melhor” venha para dar aos mais necessitados esperança de dias melhores e mostrar que, para fazer leis que favoreçam o bem-estar da população, basta um pouco de dignidade e um olhar um mais atento. Sem contar que evita que políticos usem as reformas às moradias como moeda de compra de votos.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.381297

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook