Marido mata a mulher durante briga em Penápolis; mãe o obrigou a se entregar à polícia

Um homem de 47 anos matou a esposa, Rosimara Aparecida da Silva, 48, em Penápolis e se entregou à Polícia na noite de sábado (28). É o segundo caso de feminicídio em menos de uma semana na região.

Segundo a PM, o casal estava em um bar, depois os dois foram para a residência onde moravam, na Vila Planalto, e começaram a discutir. Ele a agrediu com socos e jogou a mulher contra a parede. Ela caiu no chão e bateu a cabeça. Em seguida, o homem fugiu para a casa da mãe dele, que mora na mesma rua, onde foi obrigado por ela a confessar o crime a se entregar à polícia.

Quando a PM e os bombeiros chegaram na residência do casal, a mulher já estava sem vida. O marido foi preso e flagrante e confessou que fez isso por ciúme. Ele foi levado para a cadeia. A mulher deve ser velada na tarde deste domingo (29) em Penápolis. O horário de sepultamento ainda não foi definido.

ARAÇATUBA
Na quarta-feira, duas pessoas morreram depois de uma briga, no bairro Amizade, em Araçatuba. Segundo informações da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, com base em relato de testemunhas, Gilson Alves de Sena, 41 anos, baleou a ex-mulher, Geni Aparecida Santos Ferrer, 48 anos, e atirou na própria cabeça em seguida. O crime foi na rua Bertolino Cunha.

Os dois foram socorridos pelo Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência) em estado grave e levados para a Santa Casa. Geni já chegou sem vida. O marido morreu durante os primeiros procedimentos. Segundo a polícia, Geni tinha uma medida protetiva contra o ex-marido. A filha de 11 anos do casal presenciou o crime.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.401966

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook