Em Araçatuba, Secretaria de Mobilidade Urbana diz que tem feito diversas ações de conscientização no trânsito

Mais de 3,8 mil CNHs são suspensas em 2017 na região

Araçatuba lidera o ranking com 1.369 casos

Levantamento feito pelo Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) mostra que aumentou o número de CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) suspensas na região de Araçatuba em 2017. De janeiro a setembro, 3.821 motoristas tiveram o documento suspenso em 14 municípios. No mesmo período de 2016, foram 3.529 suspensões, ao passo que, nos 12 meses daquele ano, o órgão computou 4.689. 

Araçatuba lidera o ranking com 1.369 suspensões de CNHs de janeiro a setembro do ano passado, seguida por Birigui, com 822, e Penápolis, 361. Nenhum documento foi cassado em 2016 e em 2017, segundo o órgão.

De acordo com o Detran, a pesquisa mostrou que boa parte das infrações foi cometida por quem corre demais nas ruas ou estradas e que motoristas que tiveram o documento suspenso são reincidentes, ou seja, já tinham perdido o direito de dirigir anteriormente.

SANÇÕES
O motorista tem a CNH suspensa quando atinge 20 pontos em um período de 12 meses ou quando comete infração gravíssima. Para cada uma das infrações previstas pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro), como nos casos de embriaguez ao volante, excesso de velocidade acima de 50% do limite, pilotar moto sem capacete, praticar racha, entre outras situações, o prazo de suspensão é diferente. 

Já a cassação é bem mais grave. Nesse caso, para se aplicar a lei, é preciso que o motorista tenha conduzido qualquer veículo durante o período em que cumpre a suspensão da CNH, ou comete, mais de uma vez, dentro de 12 meses, outras infrações, como dirigir com o documento de categoria diferente da do veículo que esteja guiando, conduzir após consumir bebida alcoólica e fazer manobras perigosas.

Caso o condutor cometa alguma destas irregularidades, recebe carta avisando sobre o acontecimento. No caso da cassação, o motorista precisa passar pelo processo novamente para tirar a CNH. Já quem foi suspenso tem de cumprir o prazo longe do volante e fazer curso de reciclagem que custa, em média, R$ 300.

AÇÕES
Em Araçatuba, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana afirma que tem feito diversas ações de conscientização no trânsito. Segundo a pasta, em 2017, foram realizadas 112 palestras e 12 pit stops, com a finalidade de educar adultos e crianças sobre a importância de conhecer e respeitar as normas e sinalização de trânsito, bem como exercer a cidadania.

A secretaria promoveu campanhas de conscientização sobre uso de celular ao volante e consumo de álcool e direção. Segundo o assessor executivo da pasta, Reginaldo Frare, ações de conscientização e medidas de prevenção colaboraram para que os acidentes com morte diminuíssem. “Sabemos que todo cuidado no trânsito é pouco. O trabalho da secretaria busca, além de investir em segurança, orientar os quanto às regras de trânsito.”

LINK CURTO: http://folha.fr/1.386431

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook