Jovem é acusado de atirar com revólver em cavalgada

Um trabalhador rural de 21 anos, morador em Gastão Vidigal, foi preso na tarde de domingo (20) em Lourdes, acusado de disparo e posse ilegal de arma de fogo. Segundo a polícia, ele participava de uma cavalgada quando atirou usando um revólver.

A cavalgada aconteceu no bairro rural Pereirão, em um sítio com o mesmo nome, e um policial militar à paisana viu quando o jovem sacou a arma e efetuou os disparos. Segundo a testemunha, o acusado conduzia uma picape Saveiro, com a qual entrou em um campo de futebol e passou a dar cavalos-de-pau. Durante as manobras, ele teria batido com o veículo em uma das traves do campo.

A polícia foi acionada e conseguiu abordar o trabalhador rural quando ele seguia em direção à área urbana do município. Consta no boletim de ocorrência, que durante o trajeto, o capô da Saveiro abriu e atingiu o pára-brisa do veículo, que quebrou.

Durante vistoria no interior da picape, os policiais encontraram debaixo do banco do motorista um revólver calibre 22 carregado com seis munições, sendo apenas uma delas intacta e as outras cinco disparadas. Também havia duas facas grandes dentro da Saveiro.

CADEIA
O acusado estava acompanhado de um jovem de 18 anos, que foi levado com ele para o plantão policial. Dois irmãos gêmeos que estavam com a dupla na cavalgada em outro carro também foram levados para a delegacia. Os três foram ouvidos e liberados, enquanto o trabalhador rural passou por exame residuográfico e depois foi encaminhado à cadeia.

Ele será indiciado por porte ilegal de arma de fogo (pena de detenção de até três anos), disparo de arma de fogo (com pena de até quatro anos e sem direito a fiança), e por trafegar em velocidade incompatível (pena de até um ano de detenção), crime previsto no CTB (Código de Trânsito Brasileiro).
LINK CURTO: http://tinyurl.com/ms9d2lw

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook