Berenice Fernandes da Silva foi vista pela última vez quando estava em fila de ônibus

Idosa de Penápolis desaparece durante excursão a santuário

A família da aposentada Berenice Fernandes da Silva, de 85 anos, de Penápolis, procura pela idosa que desapareceu em 23 de dezembro durante excursão no Santuário Nacional de Aparecida (a 681 km de Araçatuba). Segundo familiares, ela foi vista pela última vez quando estava na fila dos ônibus, depois de subir a escadaria da basílica.

O sobrinho de Berenice, Isaías Pereira da Silva, 31, contou que todos os anos a aposentada vai a Aparecida para pagar uma promessa. Desta vez, Berenice foi acompanhada de uma filha e uma neta, com uma empresa de Penápolis.

Por volta das 14h, a filha da idosa disse que iria até a feirinha. Ela saiu e retornou depois de 15 minutos, não encontrando mais a mãe. "Elas - filha e neta - retornaram para Penápolis e, no domingo (24), voltaram a Aparecida para procurar novamente. Outros familiares continuam lá", destacou.

REDES SOCIAIS
O desaparecimento foi comunicado em uma rede social e gerou comoção. A postagem, que traz duas fotos da aposentada, tiradas antes de seu desaparecimento, já foi compartilhada mais de 1,5 mil vezes. Silva observou que, além disso, confeccionou mais de 400 panfletos que estão sendo distribuídos.

"Estive em Aparecida no fim de semana ajudando nas buscas. Andei pela cidade toda, conversei com andarilhos e policiais, porém as informações ainda estão desencontradas", disse. Dois boletins de ocorrência foram registrados em Penápolis e Aparecida. 

A família tentou encontrar imagens de câmeras de segurança nas proximidades da fila de ônibus de Aparecida, mas não conseguiu. O sobrinho da idosa trabalha com a hipótese de que ela possa ter entrado, por engano, em outro ônibus. "Minha tia é uma pessoa lúcida e o seu desaparecimento está sendo um grande mistério para nós. Além disso, os documentos pessoais dela ficaram com a filha."

SERVIÇO 
Quem tiver alguma informação pode entrar em contato com a família pelos telefones (18) 99124-5898/99148-3211, ou informar as polícias Civil (197) ou Militar (190).

LINK CURTO: http://folha.fr/1.382209

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook