Animal foi furtado de um homem que mora em Mirandópolis, sendo recuperado em Lavínia

Fugitivo de penitenciária da região usa cavalo para tentar escapar da polícia

Outros três presos foram recapturados

Quatro presos que cumprem pena no regime semiaberto da penitenciária de Mirandópolis foram recapturados pela Polícia Militar, em Lavínia (a 69 km de Araçatuba), após fugirem na noite de sábado (16). Um deles foi detido com um cavalo que furtou após conseguir escapar.

Segundo apurado pela reportagem, a fuga se deu por volta das 21h e o primeiro a ser recapturado foi um homem de 25 anos, que tem condenação por tráfico de drogas e furto e também responde a processo por roubo. Ele foi detido por volta das 3h30 de domingo (17), após ser flagrado em atitude suspeita na rua Tabajara, no centro de Lavínia. Abordado, ele confessou que havia fugido da penitenciária de Mirandópolis, foi apresentado na delegacia e levado de volta ao presídio.

Outros dois fugitivos, um de 51 anos e outro de 43, ambos com passagem por homicídio, foram detidos por volta das 10h após serem encontrados em um pomar de mangas no quilômetro 1 da estrada vicinal Shiguekuni Matsunaka, em Lavínia. Os policiais foram ao local após denúncia e confessaram serem foragidos da penitenciária. 

TORNOZELO
O de 43 anos informou ainda que durante a fuga torceu um dos tornozelos enquanto pulava o alambrado da unidade prisional. Eles foram levados para a delegacia da cidade e, após o registro do boletim de ocorrência, levados de volta ao presídio.

E já por volta das 14h30, a polícia recapturou o quarto fugitivo, que estava com um cavalo na avenida Sukeyoshi Kajiwara, também no centro de Lavínia. O homem, que tem 41 anos e cumpre pena por roubo, estava com o equino pertencente a um homem de 45 anos, morador em Mirandópolis.

FURTO
O acusado também confessou ter fugido da penitenciária na noite anterior e disse ter pego o animal apenas para deixar o local. Mesmo assim, ele foi preso em flagrante por furto, levado para a delegacia e, após ser registrado o boletim de ocorrência, encaminhado à cadeia de Pereira Barreto, onde permaneceria até ser encaminhado de volta ao sistema prisional.

Todos os presos recapturados perderão o benefício da progressão da pena para o regime semiaberto e retornarão para o regime fechado. (Colaborou Roni Willer)

LINK CURTO: http://folha.fr/1.379910

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook