Setor da indústria onde ocorreu a explosão; no destaque, Silva (esq.), Ventura e Carneiro

Três funcionários morrem em explosão em indústria da região

Vítimas estavam no local onde cilindro explodiu

Três funcionários morreram na explosão de um cilindro de vapor na indústria Citroplast, em Andradina (a 112 km de Araçatuba), na noite desta quinta-feira (25). A estrutura onde estava a máquina desabou, matando André Carneiro (encarregado), Claudinei Antunes Ventura e Diego Rodrigues da Silva, que tentavam sair do local. 

 ASSISTA A ENTREVISTA DO GERENTE-GERAL: 


A indústria, uma das maiores daquela microrregião e responsável pelo comércio de papel e plástico, fica no km 188 da rodovia Euclides de Oliveira Figueiredo (Integração). São 600 funcionários, todos de Andradina, segundo a empresa. 

A explosão aconteceu por volta de 22h30, próxima da troca de turno. Cerca de 20 pessoas trabalham no setor, mas somente as três vítimas estavam no local naquele momento. O barulho foi tão forte que estremeceu praticamente todo a área da empresa. Alguns funcionários, em estado de choque, foram levados para o pronto-socorro. 

ASSISTÊNCIA
Segundo o gerente-geral Marco Antônio Nacfur, a indústria está prestando toda a assistência às vítimas e familiares. Parte dos feridos foi levada ao pronto-socorro em choque. 

De acordo com Nacfur, a explosão teria sido causada pelo travamento de um cilindro de vapor, provocando grande pressão. Os funcionários saíram correndo quando perceberam que iria explodir, mas acabaram atingidos. O maquinário onde trabalhavam era novo, de última geração, destaca o gerente-geral. Parte da estrutura do local veio abaixo, matando os funcionários.

O corpo de Carneiro, que era encarregado do setor, foi atingido também por vapor d'água. Ele somente foi retirado dos escombros por volta de 18h desta sexta-feira. 

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar se houve falha mecânica ou humana na tragédia. A ocorrência foi qualificada como homicídio culposo.

VÍDEO FALSO
Um vídeo falso circula pelas redes sociais mostrando um cilindro destruído e dois corpos em meio a destroços. Logo se espalhou nesta sexta-feira (26), idenficado com tendo sido gravado no local da explosão da Citroplast. Não é possível saber a origem correta da tragédia, mas ouve-se as pessoas ao fundo falando em espanhol.

VELÓRIO E SEPULTAMENTO
Todos os corpos serão velados no Velório Municipal. Os caixão serão lacrados.

Claudinei Antunes Ventura tinha 35 anos de idade, dez deles trabalhando na Citroplast. Ele atuava como operador de máquinas. Seu corpo foi liberado às 13h desta sexta-feira para sepultamento. O sepultamento está previsto para 18h.

Diego Rodrigues da Silva, 25, também operador de máquinas, era funcionário havia oito anos. Seu corpo foi liberado às 14h para o velório. O sepultamento acontece neste sábado, às 9h.

Já o velório e sepultamento de André Carneiro, 44, encarregado do setor, ainda serão definidos.(Colaborou José Marcos Taveira)