Exame em corpo encontrado em residência aponta morte por espancamento

Familiares identificaram o homem, que seria morador de rua

Familiares identificaram o corpo encontrado na manhã de segunda-feira (13) em uma casa na região central de Birigui como sendo de Wilson Ferreira da Silva, 55 anos, que seria morador de rua. Apesar de inicialmente não terem sido encontradas lesões aparentes, exame necroscópico apontou que ele foi vítima de espancamento.

Segundo a médica que realizou o exame, a morte foi causada por ruptura do fígado. Além disso, a vítima teve várias costelas do lado direito fraturadas.

O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Araçatuba após ser localizado por policiais civis em uma residência na rua Anhanguera, perto com o cruzamento com rua dos Fundadores, região próxima ao antigo terminal rodoviário de Birigui. Silva estava sem documentos e próximo ao cadáver havia uma poça de sangue, que teria saído pela boca dele.

INCONSCIENTE
Os policiais foram ao local porque, na manhã de domingo (12), um homem de 34 anos, morador no bairro Portal da Pérola 2, foi encontrado caído em frente a uma residência na rua Liberdade, todo sujo de sangue e inconsciente. Ele foi levado ao hospital, onde foram constatadas pelo menos nove perfurações de faca pelo corpo, seis delas nas costas.

No local onde a vítima foi encontrada havia um rastro de sangue que levava até ao imóvel na rua Anhanguera. Na ocasião, os policiais militares que atenderam a ocorrência vistoriaram o imóvel, encontraram marcas de sangue, mas não havia ninguém.

ALCOÓLATRA
O reconhecimento de Silva foi feito por uma irmã e uma filha dele, que foram procuradas por investigadores da Polícia Civil, que relataram o encontro do cadáver que aparentava ser dele. As duas estiveram no IML de Araçatuba na noite de segunda-feira e fizeram o reconhecimento.

Elas contaram que a vítima era alcoólatra e esteve internada para tratamento do vício por várias vezes. Silva deixou o hospital há cerca de um mês e, como não tinha residência fixa, dormia nas ruas em casas abandonadas.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.373295

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook