Célio no local da obra; unidade começou a ser construída em abril de 2015 e deveria ficar pronta no ano seguinte

Emurpe assume obras paradas de creche-escola em Penápolis

A Prefeitura de Penápolis retomou, na semana passada, as obras da creche-escola no residencial Gimenes, que terá o nome de Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) Professora Anna Maria Rodrigues Albendim. Os serviços para a conclusão serão executados pela Emurpe (Empresa Municipal de Urbanização de Penápolis).

Reportagem publicada pela Folha em 24 de dezembro do ano passado mostrou a situação do local com as obras paralisadas. Na época, em vez de crianças usarem as salas de aula, o que se encontrava eram animais pastando no terreno, tomado pelo mato, bem como a falta de acabamento.

Além disso, não há piso de cimento, sendo que o barro e o mato tomam conta dos arredores e algumas das salas possuem azulejos, entretanto, falta o serviço de acabamento nas demais, que necessitam passar por finalizações e pintura. Na rua, em frente à escola, era possível observar o desrespeito de algumas pessoas que se aproveitam do local para jogar lixo e outros materiais.

ABANDONO
As obras da creche-escola estavam paralisadas após a empresa, vencedora da licitação pública, abandonar os trabalhos. Para conseguir dar continuidade, foi necessária a autorização para que a Emurpe assumisse os serviços. Segundo o prefeito Célio de Oliveira (PSDB), a previsão é que os trabalhos sejam concluídos ainda no primeiro semestre deste ano, para início das aulas no segundo semestre. 

"Parte das obras já havia sido executada pela empresa anterior e agora a Emurpe trabalha para concluir o serviço. Toda a parte de acabamento, como pintura, instalações elétricas e hidráulicas, colocação de vidros e pisos será executada a partir de agora", explicou. No momento, a autarquia executa os serviços do projeto de drenagem das águas pluviais (canaletas), além de preparo para concretagem do piso externo ao prédio. 

Serão feitos os serviços de complemento de caixilharias, instalações elétricas, inclusive entrada de energia, aparelhos sanitários (louças, bancadas, pias, lavatórios e etc), vidros, pisos, projeto de proteção contra incêndios, instalações hidráulicas e fechamento de muros. 

ESTADO
A unidade foi conquistada pelo tucano em julho de 2013. Os trabalhos foram iniciados em abril de 2015, tendo o custo de R$ 1,5 milhão, conquistados junto ao governo estadual por meio da Secretaria de Estado da Educação. De acordo com o projeto, a unidade terá uma área construída de 813,78 metros quadrados. Ela deveria ter sido concluída um ano depois. 

A construção segue o padrão estabelecido pela FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação). A creche-escola atenderá 130 crianças de 0 a 5 anos.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.384712

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook