Resultado foi de 0,69 miligramas de álcool no ar aveolar, limite é de 0,33

Embriagado, homem bate carro e é preso

Segundo a polícia, além de alcoolizado, o motorista dirigia pela contramão de direção em um trecho urbano da rodovia

Um autônomo de 37 anos, morador no bairro Planalto, em Araçatuba, foi preso em flagrante na noite de terça-feira (15) após bater o carro que conduzia de frente com outro, na rodovia Elyeser Montenegro Magalhães (SP-463). Segundo a polícia, além de estar embriagado, ele dirigia pela contramão de direção no trecho urbano, que tem sentido único.

De acordo com o boletim de ocorrência, a colisão aconteceu por volta das 18h30, na pista sentido a Santo Antônio do Aracanguá, próximo aos bairros Verde Parque e Águas Claras. Quando os policiais militares rodoviários chegaram ao local encontraram o veículo Citröen Picasso danificado, que era conduzido pelo autônomo no sentido oposto ao da via, e um Ford Fiesta com placas de Aracanguá, também danificado, no sentido contrário.

O segundo carro era conduzido por uma professora de 54 anos, moradora em Santo Antônio do Aracanguá. Ela já havia sido socorrida por equipe de resgate.

EMBRIAGUEZ

O acusado permanecia pelo local e, ao abordá-lo, os policiais perceberam que apresentava sinais de embriaguez. Foi solicitado que fizesse o teste do bafômetro, ele concordou e o resultado foi 0,69 miligramas de álcool por litro de ar alveolar. O limite para a prisão em flagrante é 0,33 miligramas.

Questionado sobre o que tinha acontecido, o autônomo não soube dizer. Ele não conseguiu informar sequer se havia ingerido bebida alcoólica, segundo a polícia. Após prendê-lo, os policiais foram à Santa Casa e conversaram com a professora.

Ela contou que seguia no sentido a Aracanguá, pela faixa da direita. Como havia outro veículo à frente, sinalizou e passou para a faixa da esquerda, para ultrapassá-lo. Nesse momento, foi surpreendida pelo Citröen do acusado, que trafegava pela contramão de direção e com os faróis apagados. A mulher teve ferimentos leves e foi liberada após receber atendimento médico.

RIGOR

O local onde ocorreu a colisão foi periciado e o autônomo apresentado no plantão policial, onde teve a prisão confirmada pelo delegado plantonista. Devido à mudança na legislação, o acusado não teve direito à fiança e ficou à disposição da Justiça após ser ouvido.

A lei foi alterada em abril, acabando com a fiança para motorista que se envolver em acidente de trânsito ao dirigir veículo sob efeito de álcool. Além de ser autuado, ele será indiciado por embriaguez ao volante e lesão corporal na condução de veículo.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.404957

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook