Em 10 anos, região de Araçatuba ganha 89.007 moradores, diz IBGE

A região de Araçatuba ganhou 89.007 habitantes nos últimos dez anos, segundo estimativa populacional divulgada na quarta-feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e alcança 791.935 habitantes. Entre os municípios que mais ganharam moradores no período, segundo o levantamento, estão os que receberam presídios a partir de 2001, com a desativação do Carandiru, em São Paulo, e alguns que possuem usinas de açúcar e álcool.

A cidade que mais cresceu proporcionalmente no período foi Nova Independência, que pulou de 2.480 habitantes em 2007 para 3.745 neste ano - alta de 51%. O município tem uma usina de açúcar e álcool e há outra próximo ao limite com Castilho, cidade que viu sua população crescer 32,1% no período, passando de 15.410 para 20.362. O governo do Estado pode inaugurar ainda este ano um CDP (Centro de Detenção Provisória) em Nova Independência.

Outro presídio desse tipo deve ser inaugurado também neste ano em Lavínia, onde já existem três penitenciárias funcionando, a primeira delas inaugurada em 2001. A cidade foi a segunda da região que mais ganhou moradores proporcionalmente nos últimos dez anos. Eram 7.894 habitantes em 2007 e agora são 11.156, variação de 41,3%.

Entre os municípios que possuem presídios estaduais, Avanhandava viu sua população crescer 20,5% em dez anos, passando de 10.875 para 13.112; Valparaíso passou de 20.827 para 25.632 (23%); Mirandópolis, de 25.849 para 29.315 (13,4%); e Andradina, de 54.753 para 57.350 (4,7%).

Outras cidades que tiveram crescimento populacional acima de 20% em dez anos foram Coroados (20,5%); Gastão Vidigal (21,2%); Itapura (25%) e Rubiácea (21,7%).


Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook