Impacto foi tão violento que ele teve o motor arrancado

Colisão entre carro e caminhão para o Guatambu

Mulher destruiu carro ao fazer test drive; VEJA FOTOS E VÍDEO

Uma mulher, que não teve a idade divulgada, e o filho dela, menor de 18 anos, ficaram feridos após o carro que ela conduzia bater em um caminhão na rodovia Senador Teotônio Vilela, mais conhecida como Guatambu, em Birigui, na tarde desta terça-feira (8). Segundo informado à Folha no local, ela havia acabado de sair com o carro de uma garagem para fazer um test drive quando ocorreu a colisão, que parou o trânsito nas duas pistas por cerca de duas horas.

 ASSISTA A VIDEORREPORTAGEM: 

 

O Corpo de Bombeiros foi comunicado da colisão por volta das 14h30 e encaminhou uma equipe de resgate e outra de combate a incêndio para o local. Apesar de o impacto ter sido violento, os ocupantes do carro não se feriram com gravidade.

O motorista do caminhão permanecia no local por volta das 16h. Ele contou que seguia de Araçatuba com o veículo da empresa na qual trabalha, acompanhado de outros dois funcionários, sentido a Birigui. 

Logo após passar sob o pontilhão da linha férrea, ele viu o Peugeot 206 seguindo no sentido contrário, desgovernado. "O carro virou de uma vez e veio na minha direção. Ia bater de frente; eu tentei tirar e o caminhão foi atingido na lateral", informou.

VIRADO
Com o impacto, o eixo traseiro do caminhão foi deslocado e o veículo virado no sentido contrário. O impacto foi tão violento que o motor do carro, com placas de Canoinhas (SC), foi arrancado. O carro teve a frente totalmente destruída e parou a vários metros do motor.

Segundo os ocupantes do caminhão, momentos após a colisão, o proprietário do automóvel chegou ao local e contou que a mulher havia pego o Peugeot na garagem para testá-lo, pois pretendia comprá-lo. A reportagem não encontrou esse comerciante para confirmar a versão.

PARADO
Devido à colisão, o tráfego de veículos nos dois sentidos da rodovia foi interditado. Enquanto os motoristas de veículos pequenos fizeram o retorno sobre a pista para procurar caminhos alternativos, os caminhoneiros tiveram que aguardar por mais de duas horas para seguir viagem.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, o trânsito seguiu interditado para perícia por parte do IC (Instituto de Criminalística) até por volta das 17h, quando uma das faixas de rolamento foi liberada ao tráfego. A via tem fluxo intenso de veículos que trafegam diariamente entre Araçatuba e Birigui, inclusive de transporte de estudantes.

Até a conclusão desta reportagem não havia informações sobre o estado de saúde dos ocupantes do carro, que foram levados para o pronto-socorro de Birigui.