Autor do requerimento, Evandro ocupou cargo de diretor administrativo e financeiro da empresa no período

CEI para investigar compra de salgadinhos em Penápolis termina em pizza

Não é que a CEI (Comissão Especial de Inquérito), aberta para apurar possíveis irregularidades em licitações de festas e eventos e a compra de salgadinhos pela Emurpe (Empresa Municipal de Urbanização de Penápolis) entre 2013 a 2016, acabou em pizza! 
 
O autor do requerimento, o vereador Evandro Tervedo Novaes (DEM) ocupou o cargo de diretor administrativo e financeiro da empresa no período. Se algo acontecesse, atingiria o próprio parlamentar.
 
POBRES COMERIAM DEMAIS?
No relatório final da CEI, os vereadores Júlio César Caetano (PSD) e Adalgiso do Nascimento, o Ziza (PMDB), presumiram que a quantidade de salgadinhos comprados era suficiente, pois “pobre come demais”, em palavras um pouco mais formais. 
 
No documento, eles indicam que “levando-se em consideração que a realização deu-se em um bairro de pequeno poder aquisitivo, presume-se que o consumo individual deva ser maior”. Ou seja, o pobre seria um glutão?
ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'
LINK CURTO: http://folha.fr/1.371324

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook