Célio participou da entrega de título ao prefeito de São Paulo, João Dória (dir.), em Rio Preto

Célio diz que saúde em Penápolis fechará outubro com gasto de 51% do orçamento

Tucano não explicou razões para o aumento

Durante entrevista a uma emissora de rádio de Penápolis, o prefeito Célio de Oliveira (PSDB) disse que o setor da saúde fechará outubro com gasto de 51% do orçamento do município. Em média, o Executivo vinha investindo 35%; o obrigatório, por lei, é 15%. 
 
O tucano não disse as razões para este aumento, mas, conforme o que a coluna apurou, mensalmente, a administração destina R$ 1 milhão para o pronto-socorro, R$ 340 mil para a Santa Casa e R$ 300 mil ao Cisa (Consórcio Intermunicipal de Saúde), além do pagamento dos funcionários da pasta.
 
FORNECEDORES
Os secretários do prefeito estariam se desdobrando para manter as contas da Prefeitura em dia. No entanto, o atraso no pagamento aos fornecedores tem sido um problema e compromete a entrega de medicamentos na rede pública. 
 
O cronograma é de 90 dias, porém, pode prorrogar este prazo por mais 30 dias, passando para 120 o tempo de pagamento. O caixa da Prefeitura está em baixa e, segundo consta, estaria com um montante de R$ 2,5 milhões de contas a pagar vencidas.
 
DÓRIA
Célio participou, no último dia 30, da entrega do título honorífico ao prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), em São José do Rio Preto. Após a solenidade, o chefe do Executivo da Capital foi para uma palestra com empresários. 
 
Na visão do prefeito de Penápolis, Dória é "carismático e faz uma gestão totalmente inovadora, servindo de referência". "Pelo discurso, ele já se acertou com seu padrinho, Geraldo Alckmin, e, pelo andar da carruagem, será candidato a governador", destacou. (Ivan Ambrósio)
ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'
LINK CURTO: http://folha.fr/1.371722

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook