Proposta do prefeito tucano é apenas doar um terreno para a construção

Célio culpa Rubinho e imprensa por dificuldades com AME Cirúrgico

Serviço é disputado com Araçatuba e Birigui

Declaração do governador Geraldo Alckmin (PSDB), durante visita a Penápolis, na manhã da última terça-feira (13), segundo a qual o ideal, para instalação de um AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Cirúrgico na região, é que a cidade ofereça um prédio pronto, foi uma “ducha de água fria” para Penápolis. 
 
A cidade “disputa” a unidade com Birigui e Araçatuba, que pretende justamente ceder o imóvel onde funciona o Hospital da Mulher para as instalações do ambulatório. O incômodo com o posicionamento de Alckmin foi tanto que Célio, também do PSDB, usou uma emissora de rádio, na quarta-feira (14), para esclarecer o fato. A proposta de Penápolis é apenas doar um terreno para a construção.
 
Durante a entrevista, que levou cerca de 30 minutos, o tucano rebateu a declaração de Alckmin, garantindo, mais uma vez, que a cidade terá o ambulatório, assim como disse à Folha da Região no último dia 11. 
 
O prefeito ressaltou que, na verdade, a região será contemplada com dois AMEs — um em Penápolis e outro, em Araçatuba. Ele ainda culpou o governo interino de Rubinho Bertolini (SD) por não “fazer nenhum esforço” para a conquista do ambulatório. No final, o tucano disse que a mídia é sensacionalista e gosta de causar polêmica com o assunto. (Ivan Ambrósio)
LINK CURTO: http://tinyurl.com/ycwcjfgl