Célio afirmou que o maior problema — disparado — da administração consiste nos precatórios

Célio é sabatinado por vereadores na primeira sessão do ano

O prefeito de Penápolis, Célio de Oliveira (PSDB), foi sabatinado pelos vereadores na volta aos trabalhos na noite de segunda-feira (5). Antes da abertura para manifestações dos parlamentares, o tucano apresentou um balanço de obras, projetos e alertou sobre a elevada quantidade de ações trabalhistas sofrida pela Prefeitura.
 
Célio afirmou que o maior problema — disparado — da administração consiste nos precatórios, cujo valor pago somou R$ 6.756.700,25, no período entre 16 de maio de 2017 a 31 de janeiro de 2018.
 
COBRANÇAS
O vereador Evandro Tervedo Novaes (DEM) defendeu responsabilização pelos precatórios. O democrata também discursou por planejamento de obras contra alagamentos e substituição de antigas tubulações de água e esgoto. 
 
“É preciso agir não só em questões pontuais. Temos que pensar em projetos com continuidade”, observou. 
 
Júlio Caetano e Rodolfo Valadão Ambrósio, ambos do PSD, cobraram ações da Prefeitura em diversos pontos. Um deles foi para a imediata geração de emprego para amenizar as dificuldades de famílias na cidade que passam fome, além da estrutura do córrego Maria Chica. Entre outros pontos, Ambrósio manifestou preocupação de multas e precatórios para o Executivo a partir de terceirização de serviços.
 
ELOGIOS DOS ALIADOS
Além dos questionamentos, o prefeito recebeu elogios por parte dos vereadores que compõem a base de apoio. Reginaldo Sacomani (DEM) parabenizou o tucano pela prestação de contas. “Dá para ter orgulho de morar em Penápolis. O máximo possível de benefício para a cidade está sendo tentado”, disse. Ivan Sammarco (PPS) enalteceu as realizações do Executivo. “Muita coisa boa feita diretamente e ainda tem o apoio para o curso de medicina da Funepe”, destacou o democrata. (Ivan Ambrósio)

ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'

LINK CURTO: http://folha.fr/1.388344

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook