"Não tenho condenação por peculato, corrupção e nem conta na Suíça", afirmou o ex-prefeito

Apesar de condenação, Jorginho estuda concorrer a deputado

Ex-prefeito afirma que população pede por isso nas ruas

O ex-deputado federal Jorginho Maluly esteve na sede da Folha da Região na última segunda-feira (13) e falou que estuda concorrer a uma vaga nas eleições do ano que vem. Atualmente sem partido, o filho do ex-prefeito Jorge Maluly Netto afirmou que já recebeu convites para tentar voltar ao Congresso Nacional.
 
“Já fui convidado por dois partidos para ser deputado, mas ainda não sei se sairei. Estou estudando. Estou sem partido por enquanto. Tenho bons serviços para ser candidato. As pessoas, na rua, pedem para eu voltar. Fui o deputado federal que mais ajudou a região, mesmo tendo sido de oposição”, disse Jorginho, que também é ex-prefeito de Mirandópolis (a 76 km de Araçatuba). 
 
SEM IMPEDIMENTOS
No sábado (11), a Folha publicou que condenação recebida por Jorginho poderia comprometer as ambições políticas dele. No entanto, segundo ele mesmo, nada disso impede. 
 
“Não fui condenado nem cível e nem criminalmente. Não foi mostrado dolo no caso do processo, por isso não há improbidade. Então, se eventualmente eu quiser ser candidato, eu posso. Não tenho condenação por peculato, corrupção e nem conta na Suíça. Não sou bandido e nem malandro”, finalizou o ex-deputado federal. (Márcio Bracioli)

ACESSE AQUI A COLUNA
'PERISCÓPIO'

LINK CURTO: http://folha.fr/1.373704

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook