Ambulância usada para transferências no Hospital e Maternidade José Fortuna, que não se manifestou sobre o caso

Adolescente dá à luz em ambulância e bebê morre

Familiares reclamam de possível demora no atendimento

Uma adolescente de 17 anos deu à luz um bebê prematuro, na madrugada de terça-feira (13), dentro de uma ambulância, durante transferência de Castilho para o Hospital Regional de Mirandópolis. O menino, que nasceu pesando 1.815 gramas e medindo 44 centímetros, morreu no final da manhã desta quarta-feira (14), na Santa Casa de Araçatuba.

Segundo apurado pela reportagem, a adolescente estava no sétimo mês de gestação e teve parto normal, na rodovia Marechal Rondon (SP-300). Familiares reclamam de possível demora no atendimento à paciente.

PASSOU MAL
O pai da criança, Paulo Cesar Cântidio, 31 anos, contou à Folha da Região que a companheira dele passou mal pouco antes da zero hora de terça-feira. Com dores na barriga e sangramento, ela foi levada ao Hospital e Maternidade José Fortuna, em Castilho.

Segundo ele, a gestante foi atendida por um médico, que teria dito para o casal não se preocupar, pois ainda não estava na hora do parto. Entretanto, alertou que se o quadro agravasse, solicitaria a transferência para o hospital de Mirandópolis, que é referência para os atendimentos a gestantes do município.

Ainda de acordo com o pai do bebê, ao acompanhar a adolescente ao banheiro, ele notou que o sangramento havia aumentado e pediu às enfermeiras que chamassem o médico, mas a mãe da criança foi atendida apenas pela equipe de enfermagem.

TRANSFERÊNCIA
De acordo com a família, a transferência da gestante para o hospital de Mirandópolis foi determinada às 5h30, mas o procedimento teve início cerca de uma hora depois. Durante o trajeto, a jovem entrou em trabalho de parto, que foi acompanhado por uma enfermeira.

Mãe e bebê foram levados para a Santa Casa de Andradina e, após os primeiros atendimentos, foram transferidos para a Santa Casa de Araçatuba, onde há UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal.

ENTUBADO
Segundo a assessoria de imprensa do hospital de Araçatuba, a adolescente estava na 32.ª semana gestacional. Mãe e filho deram entrada na unidade às 14h de terça-feira. O bebê apresentava desconforto respiratório, foi entubado e o quadro apresentou complicações. A morte foi confirmada às 11h31 desta quarta-feira, por insuficiência respiratória aguda.

A Secretaria Municipal de Saúde de Castilho informou que irá instaurar sindicância para investigar o caso. O Hospital e Maternidade José Fortuna não se manifestou oficialmente sobre o ocorrido.

A reportagem apurou que a gestante deu entrada pelo pronto-socorro da unidade, que solicitou a transferência Central de Vagas do Estado, sendo ela feita quando autorizada. (Colaborou Roni Willer)

LINK CURTO: http://folha.fr/1.389239

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook