Trump Jr. é questionado sobre interferência da Rússia na eleição de 2016

Donald Trump Jr. foi entrevistado nesta quarta-feira em privado como parte da investigação do Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes sobre a interferência russa na eleição de 2016. O depoimento do filho mais velho do presidente dos Estados Unidos ocorre no momento em que comitês da Câmara e do Senado investigam uma reunião que Trump Jr. e outros membros da campanha republicana tiveram com russos no ano passado.

Os congressistas estão interessados em saber sobre mensagens que Trump Jr. trocou com o WikiLeaks, site que vazou e-mails de graduadas autoridades democratas durante a campanha. A entrevista acontece a porta fechadas. O Comitê de Inteligência do Senado também espera entrevistá-lo antes do fim do ano, após Trump Jr. falar com o Comitê Judiciário do Senado, que também apura o caso.

Em e-mails antes de uma reunião na Trump Tower em 2016, Trump Jr. concordou entusiasmadamente com uma reunião com a advogada russa Natalia Veselnitskaya e outras pessoas, após receber a promessa de que seriam entregues informações que desabonariam a rival democrata na disputa, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

Trump Jr. tem negado que esse material tenha aparecido. Ele ainda insistiu que não realizou nenhum conluio com a Rússia contra Hillary. Fonte: Dow Jones Newswires.
LINK CURTO: http://folha.fr/1.377569

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook