Autoridades disseram que a polícia tentou capturar Stephens, mas ele se matou a tiros

Suspeito de divulgar homicídio no Facebook se mata nos EUA

O homem suspeito por matar um aposentado de Cleveland e registrar o ato em um vídeo no Facebook se matou a tiros após uma breve perseguição policial, informou nesta terça-feira a polícia estadual da Pensilvânia. O suspeito, Steve Stephens, foi visto no Condado de Erie, que faz limite com Ohio, após a polícia receber a informação de que seu veículo estava em um estacionamento do McDonald's. Autoridades disseram que a polícia tentou capturar Stephens, mas ele se matou a tiros após os agentes se aproximarem, em uma breve perseguição.

Stephens, de 37 anos, divulgou um vídeo no Facebook no qual ele aparentemente mata aleatoriamente Robert Godwin Sr., de 74, em Cleveland, no domingo.

O uso do Facebook para veicular um assassinato e a subsequente perseguição policial repercutiu pelos Estados Unidos. A rede social disse que revisará a maneira que lida com material que pode ser alvo de objeções. A morte levou a pedidos para que a companhia monitore mais de perto a violência em seu site.

Autoridades dizem que ainda não está claro o que motivou Stephens. Fonte: Dow Jones Newswires.