Coreia do Norte suspende reunião com Coreia do Sul e ameaça encontro com Trump

A Coreia do Norte decidiu cancelar a reunião marcada para esta quarta-feira, 16, com a Coreia do Sul e ameaçou suspender também a cúpula com os Estados Unidos, marcada para o próximo mês, devido aos exercícios militares entre Seul e os EUA, informou a agência sul-coreana Yonhap nesta terça-feira, 15.

A reunião entre Norte e Sul ocorreria no vilarejo fronteiriço de Panmunjom e tinha como objetivo planejar a implementação da declaração assinada durante a Cúpula Intercoreana, em 27 de abril, incluindo as promessas de encerrar formalmente a Guerra da Coreia e buscar uma "completa desnuclearização".

Horas antes do encontro acontecer, Pyongyang cancelou a reunião e também questionou as negociações do próximo mês entre o líder norte-coreano Kim Jong Un e o presidente Donald Trump, informou a Yonhap, citando a agência de notícias da Coreia do Norte.

"Os Estados Unidos também terão que empreender deliberações cuidadosas sobre o destino da planejada Coreia do Norte-EUA. Cúpula à luz desse tumulto militar provocativo conduzido em conjunto com as autoridades sul-coreanas", relatou a KCNA.

O exercício militar de duas semanas entre os EUA e a Coreia do Sul começou na sexta-feira, 11, e incluiu cerca de 100 aviões de guerra.

Nesta terça-feira, militares sul-coreanos disseram que a Coreia do Norte estava avançando nos planos para fechar o local de testes nucleares na próxima semana, uma avaliação apoiada por pesquisadores norte-americanos.

O fechamento do local estava previsto para ocorrer antes da cúpula de Kim e Trump, e seria um momento crucial no esforço diplomático global para resolver o impasse nuclear com o Norte.
LINK CURTO: http://folha.fr/1.404574

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook