Acordo por governo de coalizão mantém economia competitiva, diz Merkel

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta quarta-feira que o acordo de coalizão com o Partido Social-Democrata (SPD, na sigla em alemão) deve manter a economia do país competitiva, além de atender às necessidades reais da população. O pacto "equilibra a justa distribuição e lança a fundação para a economia alemã prosperar", afirmou ela em seus primeiros comentários públicos depois da finalização do acordo, na manhã de hoje.

A negociação, porém, teve um custo para o partido dela, a União Democrata Cristã (CDU), que perdeu pastas importantes no gabinete. O CDU cedeu o Ministério das Finanças ao SPD e o Interior para a União Social Cristã, aliado de Merkel na Baviera.

Merkel disse que a questão da divisão dos ministérios "não foi simples". De qualquer modo, ela falou que, independentemente de quem comandará o ministério, "só se pode gastar o dinheiro que se tem".

Presidente do SPD, Martin Schulz disse que a coalizão representa um sucesso para seu partido. "Para nós, isso diz respeito à melhora das condições de vida da população", comentou. Schulz também disse que o acordo representará "uma mudança fundamental na direção" para a Europa. "A Alemanha voltará a ter um papel ativo e de liderança na União Europeia." Fonte: Dow Jones Newswires.
LINK CURTO: http://folha.fr/1.388033

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook