Wilson Marini é editor-executivo da APJ (Associação Paulista de Jornais)

Wilson Marini: Lançado o ranking paulista de energia

O Estado de São Paulo conta, a partir de 2018, com um painel online em que é apresentado o consumo dos últimos cinco anos de eletricidade, gás natural, gás comprimido, etanol e derivados de petróleo dos 645 municípios paulistas. Cada cidade pode conferir os seus dados. A ferramenta, chamada Ranking Paulista de Energia, é agora disponibilizada pela secretaria estadual de Energia. Ao acessar a área de Dados Energéticos do site da pasta, o usuário pode elencar os municípios por tipo de energético. Os dados de eletricidade são apresentados em megawatt-hora (MWh), o gás natural e o gás comprimido em metros cúbicos (m³), o etanol em litros (l) e os derivados de petróleo em toe.

Lideranças
A capital lidera o ranking como a principal consumidora de todos os tipos de energia no Estado. Na energia elétrica, o segundo lugar é ocupado pela cidade de Alumínio, no gás natural aparece Santo André, no etanol está Campinas e nos derivados de petróleo consta Guarulhos. Os dados serão atualizados anualmente no mês de setembro. O ranking pode ser acessado em www.energia.sp.gov.br.

Planejamento
O objetivo do ranking é o planejamento das administrações municipais. A ferramenta facilita o trabalho das prefeituras no desenvolvimento do seu planejamento energético e ambiental e também da iniciativa privada na realização de projetos que tenham a energia como insumo fundamental para seu desenvolvimento, realça o secretário João Carlos Meirelles.

Quem está de plantão?
A Assembleia paulista aprovou proposta que determina a divulgação da relação dos médicos plantonistas nas unidades de saúde da rede pública do Estado de São Paulo. A relação deverá constar em um painel a ser fixado no hall de entrada. O autor do projeto é o deputado Marcos Zerbini (PSDB).

Cuidado nas redes
Pouco antes do recesso de Ano-Novo, os deputados também aprovaram projeto do deputado Edson Giriboni (PV) que institui no Estado uma campanha de educação digital. É preciso orientar as pessoas para que façam o melhor uso da internet, segundo ele. “É muito comum pessoas usarem as mídias sociais, como sites, blogs, facebook, twitter, instagram, youtube, WhatsApp e similares, para expor a privacidade alheia, causando inúmeros prejuízos, às vezes irreversíveis de ordem moral e cívica, que nem mesmo as indenizações em espécie podem reparar". Há ainda os golpes com prejuízos financeiros, "muitas vezes por falta de conhecimento das vítimas sobre o mundo digital". 

Prevenção na saúde
O uso contínuo ou indevido de medicamentos analgésicos pode resultar em dependência física e química. Para alertar a população dos riscos do uso dos opioides sem prescrição médica, foi aprovada na Assembleia Legislativa de São Paulo uma proposta que institui uma campanha estadual de conscientização sobre o consumo dos opioides. A proposta, da deputada Marta Costa (PSD), prevê que a campanha ocorra na primeira semana de abril.

Xadrez nas escolas
A Assembleia aprovou proposta que poderá incluir o xadrez como nova disciplina para os alunos dos ensinos fundamental e médio das escolas estaduais. O autor do projeto é o deputado Milton Vieira (PRB). Segundo ele, o esporte pode melhorar a capacidade cognitiva dos estudantes, pois o xadrez é um jogo de inteligência e atenção e faz com que o jovem exercite a mente e melhore o rendimento em outras matérias. Esse resultado foi comprovado pela Universidade de Hong Kong. Segundo a pesquisa, as notas em matemática dos alunos aumentaram em 15% em relação ao rendimento anterior à introdução ao jogo.

Árvores na paisagem
Garantir uma arborização nos canteiros e nas faixas de domínio das rodovias. Com este objetivo, a Assembleia aprovou projeto de lei de autoria do deputado Milton Leite Filho (DEM). O objetivo é preservar a flora e fauna, controle da erosão do solo e a harmonia visual com a paisagem.

Transparência
Projeto do deputado Raul Marcelo (PSOL) prevê a publicidade e transparência de informações dos cartórios do Estado de São Paulo. É importante que o cidadão tenha conhecimento do trabalho desenvolvido pelos cartórios, das despesas suportadas, dos recursos arrecadados e das informações necessárias para avaliar a qualidade e a eficiência do serviço desenvolvido, diz ele.

Caneta
Todos os projetos mencionados acima, aprovados na Assembleia Legislativa antes da virada do ano, dependem agora de sanção pelo governador Geraldo Alckmin.

O risco do benzeno
Dados levantados pela Cetesb revelam que 64% das cidades de São Paulo de alguma forma possuem áreas de contaminação pelo benzeno, compo­nente da gasolina. Em 4.137 postos, o resíduo é encontrado em excesso, atingindo meio ambiente, trabalhadores e usuários. Proprietários e frentistas estão sendo informados sobre como reduzir a exposição. Dores de cabeça, tonturas, náuseas e problemas nas vias respiratórias são os sintomas mais comuns. Uma das preocupações é com as mulheres frentistas, pois em caso de gravidez, há riscos para o feto. Uma das medidas preventivas seria proibir os postos de abastecer combustível após acionada a trava de segurança das bombas, diminuindo a exposição ao vapor liberado na hora do abastecimento.

CONTEXTO PAULISTA

ACESSE AQUI A COLUNA
'CONTEXTO PAULISTA'
LINK CURTO: http://folha.fr/1.383373

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook