Pelo menos 10 cidades do interior de SP tiveram mais de 10 mil manifestantes

Em pelo menos dez cidades do interior de São Paulo, o público em manifestações contra a presidente Dilma Rousseff e contra o PT passou de 10 mil pessoas, segundo a Polícia Militar.

Em vários municípios, entidades ligadas à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) participaram das manifestações. Em Piracicaba e Bauru houve distribuição de patos de borracha, símbolo da campanha do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, contra os impostos altos.

O mote principal das manifestações foi "Fora Dilma" e "Fora PT", mas em Ribeirão Preto, uma faixa que incluía o PSDB no protesto, com os dizeres "Nem PT, nem PSDB", causou um princípio de tumulto, exigindo a intervenção da Polícia Militar.

Em Sorocaba, Lula foi xingado de "ladrão" e "cachaceiro" pelos locutores de um carro de som e o juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, ganhou aplausos. "Precisa mudar tudo, não adianta tirar um e colocar outro igual", disse a universitária Paula Pinhol. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.