Wilson Marini é editor-executivo da APJ (Associação Paulista de Jornais)

Marini: Turismo é tendência para maioria das cidades

Cada vez mais cidades têm adotado o turismo como estratégia para promover o seu desenvolvimento, segundo revela o Mapa do Turismo Brasileiro, do Ministério do Turismo, lançado na quinta-feira (14). Ao todo, 3.285 municípios em 328 regiões turísticas foram registrados em 2017. Em 2016, eram 2.175 cidades em 291 regiões. O Sudeste é a região com o maior número de cidades turísticas. Para o ministério, o crescimento registrado neste ano está relacionado às ações de conscientização de gestores municipais e estaduais, que buscaram identificar e classificar mais cidades. Com isso, elas podem acessar políticas públicas diversas, inclusive investimentos.

432 de São Paulo
De acordo com o novo mapa, 147 municípios do Estado de São Paulo estão nas categorias A, B e C, que contemplam aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais, entre eles Aparecida, um dos principais destinos de turismo religioso do país, Campos do Jordão, Santos, Guarujá e Embu das Artes. Os demais 285 municípios figuram nas categorias D e E - são destinos sem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, mas possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Como entrar no mapa
Para ser incluído na rota oficial do turismo no país, o município precisa cumprir algumas regras, como ter órgão responsável pelo setor de turismo municipal e destinar recursos na Lei Orçamentária. “O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos”, diz o ministro do Turismo, Marx Beltrão. É importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica tenham prioridade dentro das políticas e ações do governo federal.

Cência contra a dengue
A empresa alemã Euroimmun se tornará a maior fabricante de testes do país para dengue, zika e chikungunya, a partir de outubro, quando inaugurará planta em São Caetano do Sul, no Grande ABC. A informação é da Protec - Sociedade Brasileira Pró-Inovação Tecnológica. Na nova fábrica serão produzidos biochips a partir de janeiro de 2018, que serão inclusive exportados. A unidade recebeu um investimento inicial de R$ 8,5 milhões. A fábrica terá 1,4 mil metros quaddrados e prevê gerar 40 empregos diretos, de PhDs a técnicos. De acordo com o CEO, Gustavo Janaudis, a escolha da cidade se relaciona ao índice de desenvolvimento com competência e acessibilidade técnica junto aos órgãos reguladores do segmento farmacêutico.

Em Araraquara
Alunos da Universidade Estadual Paulista (Unesp) trabalham em pesquisa para ajudar no tratamento de quem tem diabetes. A ideia é substituir a injeção de insulina por uma substância em pó que pode ser diluído na água ou suco. Os pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas realizam os testes há um ano no laboratório do departamento de biotecnologia. O experimento está em fase inicial e ainda não foi testando em animais ou humanos. “A nossa ideia é colocar nosso produto para repor a insulina que a pessoa acabaria injetando”, diz o estudante Rafael Tuma. Em novembro, os alunos participam de uma competição internacional de máquinas geneticamente modificadas, nos EUA. 

Santos na hidrovia
O diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Alex Oliva, anunciou que o Porto de Santos começará a utilizar hidrovias para a movimentação de mercadorias. O projeto será apresentado à iniciativa privada em outubro e já há interessados em utilizar o sistema, que usará o Rio Cubatão e deve ajudar a reduzir os gargalos logísticos.

Poupatempo Empreendedor
Empreendedores de mais 80 municípios paulistas passam a contar agora com o sistema Poupatempo do Empreendedor, ferramenta do Via Rápida Empresa. O programa é considerado um marco no processo de desburocratização para o licenciamento da abertura de empresa de baixo risco em até 72 horas. Com isso, o Estado tem agora 272 municípios participantes. Com o novo portal, o empreendedor dá entrada no processo e a Junta Comercial encaminha para todos os órgãos que, por sua vez, respondem rapidamente nos casos de empresas de baixo risco ambiental. O sistema foi desenvolvido pela Junta Comercial do Estado de São Paulo, em parceria com a Prodesp, e reúne as licenças do Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, Cetesb e Secretaria da Agricultura e Abastecimento, fazendo a integração entre estes órgãos.

Investimento
A L’Occitane do Brasil anunciou esta semana a sua primeira fábrica brasileira, em Itupeva, na região de Jundiaí. A fábrica será instalada em uma área de 23 mil metros quadrados próxima ao Centro de Distribuição do Grupo no Brasil, com foco na produção de linhas da marca L’Occitane au Brésil. As obras de adequação da fábrica devem começar ainda este ano, e o início da produção está previsto para 2019. A expectativa é que o processo todo deve movimentar a economia local.

ACESSE AQUI A COLUNA
'CONTEXTO PAULISTA'
LINK CURTO: http://folha.fr/1.362810

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook