Wilson Marini é editor-executivo da APJ (Associação Paulista de Jornais)

Marini: Economia paulista dá mais sinais de retomada

Números atualizados neste início de 2018 no setor imobiliário do mercado paulistano, tido como o maior do país, revelam forte aquecimento de lançamentos e vendas. Os dados são do Secovi-SP. Em novembro de 2017, foram vendidas na capital 3.869 unidades residenciais novas, o que significa alta de 95,3% em relação a outubro. Os números refletem o aquecimento da economia, o aumento da confiança e a expectativa de que o futuro seja melhor do que o presente, diz, otimista, o presidente do Secovi.

Agronegócio vai bem, obrigado
Outro sintoma da recuperação da economia é a análise do desempenho do setor de agronegócio. A exportação de soja, o carro-chefe da balança comercial, atingiu o recorde de 1,04 milhão de toneladas nos 14 primeiros dias úteis de janeiro. As exportações de milho deste mês devem terminar o mês em 3,4 milhões, o que é considerado um bom desempenho. As vendas externas de algodão também são uma boa surpresa na balança comercial brasileira no primeiro mês do ano. E os embarques de etanol em janeiro de 2018 devem ser 50% acima do que em igual período do ano passado.

Varejo
O e-commerce da região de Jundiaí atingiu faturamento de R$ 171,2 milhões no terceiro trimestre de 2017, segundo o Jornal de Jundiaí, da Rede APJ (Associação Paulista de Jornais). É a maior cifra registrada para o trimestre desde 2013. Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP), tanto o varejo físico quanto o eletrônico continuam sinalizando retomada das vendas, motivada pelo ambiente macroeconômico mais favorável com uma inflação muito mais controlada e trajetória de queda nas taxas de juros.

Alimentos em Bauru
O ramo de alimentação tem atraído um número cada vez maior de pessoas para os negócios em Bauru, segundo o Jornal da Cidade, da Rede APJ. Hoje, já são 3.286 microempreendedores individuais que ganham a vida vendendo produtos alimentícios na cidade, número 20% maior que o acumulado até janeiro do ano passado.

Investimento
A diretoria das empresas Randon anunciou que a unidade de Araraquara será inaugurada no próximo dia 28 de março. No total foram investidos R$ 100 milhões na planta industrial que será utilizada para a construção de vagões e semirreboques canavieiros. A informação é de A Cidade, da Rede APJ. A fábrica já começou, inclusive, a selecionar seus funcionários, cerca de 100 trabalhadores. A Randon é a maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina e está entre as maiores do mundo. A unidade de Araraquara será a quarta das empresas do grupo no País.

Franquia se expande
A marca de franquias Multicoisas, que fechou 2017 com 206 pontos pelo país, pretende atingir 500 lojas até o ano de 2022. Para isso, projetou um novo centro de distribuição, que sairá de Osasco e vai para Araçariguama, na região de Sorocaba. O novo centro de distribuição terá 8,8 mil metros quadrados e vai concentrar toda a movimentação dos mais de 4 mil itens que são disponibilizados para venda.

Estímulo à energia solar
O governo de São Paulo isentou de ICMS componentes de geração solar fotovoltaica para consumo de energia em prédios públicos. A medida visa ampliar a oferta da energia solar na matriz energética do Estado e reduzir as contas dos prédios públicos. São Paulo é o segundo maior estado em número de unidades geradoras de energia fotovoltaica, com 4 mil instalações. O governo quer popularizar a energia solar fotovoltaica e para isso vem fomentando a instalação de novos sistemas pela indústria, comércio e a população em suas residências.

Em pauta na Assembleia
●     Os deputados estaduais aprovaram o projeto de lei que cria uma campanha permanente de conscientização sobre o combate ao mosquito transmissor da dengue, chikun­gunya e zika. A ideia é que as ações contra o mosquito Aedes aegypti sejam tomadas ao longo de todo o ano, e não mais somente nos períodos chuvosos.
●     A Assembleia Legislativa deu sinal verde para que entidades filantrópicas sem fins lucrativos possam voltar a cadastrar as notas fiscais recebidas como doação, independentemente do meio tecnológico empregado. São mais de 4 mil entidades do Estado interessadas.
●     A Alesp aprovou também medida que pode tornar gratuito o deslocamento para portadores de câncer e doenças crônicas graves realizarem seu tratamento.
●     Outro projeto de lei aprovado aprovado prevê o reembolso de despesas a quem tiver de recorrer ao setor privado por falta de medicamentos em hospitais e postos públicos.
●     Projeto aprovado na Assembleia autoriza o Poder Executivo a instituir o SOS Vicinais, programa que prevê recuperação, expansão e manutenção das vias rurais das cidades do interior paulista.
●     Outra proposta aprovada determina a proibição da cobrança extra do ponto adicional instalado pelas operadoras de tevê por assinatura.
●     Os projetos foram aprovados na última sessão do ano de 2017, e dependem agora de sanção do governador Geraldo Alckmin para que se tornem lei.

ACESSE AQUI A COLUNA
'CONTEXTO PAULISTA'

LINK CURTO: http://folha.fr/1.386836

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook