Westbrook brilha com novo 'triple-double', mas Rockets bate Thunder e abre 2 a 0

No segundo duelo entre os principais candidatos a MVP (jogador mais valioso) da temporada nos playoffs da Conferência Oeste, Russell Westbrook teve uma atuação histórica e liderou seu Oklahoma City Thunder com 51 pontos e mais um "triple-double". Mas nem isso foi suficiente para bater o Houston Rockets fora de casa. O time texano, de James Harden, começou mal, mas se recuperou ao longo do confronto para fazer 115 a 111, na última quarta-feira, e abrir 2 a 0 na série melhor de sete.

Depois de ver o Thunder ser atropelado no primeiro jogo, Westbrook fez o que se esperava dele: controlou as ações ofensivas da equipe e chamou a responsabilidade. Apesar do baixo aproveitamento nos arremessos (acertou 17 das 43 tentativas), fez o primeiro "triple-double" com mais de 50 pontos da história dos playoffs, ao terminar com 51, além de 13 assistências e 10 rebotes.

No início, a estratégia de concentrar o ataque em Westbrook deu certo e o Thunder disparou no placar, abrindo mais de 10 pontos logo no primeiro quarto. Mas o Rockets, mesmo sofrendo também com um baixo aproveitamento nos arremessos, aos poucos foi cortando a diferença.

No terceiro período, o Thunder chegou a abrir frente confortável novamente, com 12 pontos de vantagem, mas no quarto final o Rockets finalmente passou a acertar as bolas de longa distância. Com o jogo empatado, marcou dez pontos seguidos para abrir 114 a 104 com pouco mais de um minuto no cronômetro e definir a partida.

Se Westbrook fez história, Harden comandou novamente o Rockets com 35 pontos, além de oito assistências, mas os reservas Eric Gordon (22 pontos) e Lou Williams (21) foram fundamentais para mudar a história do confronto. O brasileiro Nenê também saiu do banco e marcou sete pontos nos 25 minutos em que ficou em quadra.

Com vantagem confortável, o Rockets pode fechar o confronto se vencer as duas partidas em Oklahoma City, nesta sexta-feira e no domingo. Caso seja necessário, o duelo voltará para Houston na terça-feira que vem.

WARRIORS ATROPELA - Em Oakland, o Golden State Warriors deu mais uma prova de sua força ao atropelar o Portland Trail Blazers por 110 a 81, mesmo sem Kevin Durant, e abrir 2 a 0 na série melhor de sete. Depois de perder boa parte da temporada por uma lesão no joelho, o ala ficou de fora na quarta-feira graças a um problema na panturrilha esquerda, sofrido no Jogo 1 da série.

Além de Durant, Shaun Livingston também não atuou, com uma lesão na mão, e o Warriors ainda viu Stephen Curry e Klay Thompson em dias pouco inspirados, com baixo aproveitamento no arremesso. Ainda assim, o time abriu 16 pontos de vantagem logo no primeiro quarto e depois administrou o confronto para ficar mais próximo das semifinais do Oeste. Agora, a série vai para Portland, onde acontece o Jogo 3 no sábado.

Stephen Curry acertou seis dos 18 arremessos que tentou e terminou com 19 pontos, enquanto Klay Thompson converteu seis de 17, com 16 pontos. Draymond Green terminou com 12 rebotes e 10 assistências, mas quem impulsionou o Warriors foi o pivô reserva JaVale McGee, que deixou o banco para marcar 15 pontos em 13 minutos.

Já o Blazers, que havia perdido o Jogo 1 mesmo com atuações quase perfeitas de seus dois principais jogadores, viu Damian Lillard e C.J. McCollum em dia bem menos inspirado. Lillard marcou somente 12 pontos, enquanto McCollum foi ainda pior, com 11. O cestinha da equipe, então, foi Maurice Harkless, com 15.

WIZARDS VENCE - Quem também abriu 2 a 0 na série e ficou próximo das semifinais de conferência, mas pelo Leste, foi o Washington Wizards. Na quarta-feira, a equipe da capital norte-americana arrancou no fim da partida para bater o Atlanta Hawks em um equilibrado duelo, por 109 a 101, em casa. Com isso, o Wizards pode fechar a série na Geórgia, para onde vai o duelo no sábado.

Após abrir vantagem no segundo período, o Wizards "apagou" no terceiro quarto e o Hawks virou o placar. Com o duelo equilibrado, o time da casa então viu o ala/armador Bradley Beal finalmente acordar nos últimos 12 minutos e garantiu a vitória que lhe dá boa vantagem no confronto.

O armador John Wall comandou a vitória com 32 pontos e nove assistências, mas Beal marcou 16 de seus 31 pontos no período final e foi fundamental. Pelo Hawks, destaque para os 27 pontos e 10 rebotes de Paul Millsap, além dos 23 pontos de Dennis Schroder.

Os playoffs da NBA terão sequência nesta quinta-feira com outras três partidas. Vencendo a série por 2 a 0, o Cleveland Cavaliers viaja pela primeira vez para encarar o Indiana Pacers, mesma situação do San Antonio Spurs, que enfrenta o Memphis Grizzlis fora de casa com boa vantagem. Já o Milwaukee Bucks recebe o Toronto Raptors com o duelo empatado em 1 a 1.
LINK CURTO: http://tinyurl.com/l7ouu69

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook