Sem sustos, Vasco volta a bater time chileno e avança na Libertadores

O Vasco garantiu classificação para a última fase preliminar da Libertadores sem sustos. Depois de bater o Universidad de Concepción por 4 a 0 no Chile, a equipe carioca voltou a levar a melhor nesta quarta-feira, dessa vez por 2 a 0, em São Januário, pela partida de volta.

Classificado, o time aguarda o vencedor do confronto boliviano entre Oriente Petrolero e Jorge Wilstermann para conhecer seu próximo adversário. Se conquistar a vaga novamente na próxima fase, a equipe brasileira ingressa na fase de grupos da competição.

Se já seria difícil o Vasco perder a vaga, dentro de campo o time carioca tratou de se impor desde o início para não dar nenhuma chance para o azar.

Logo aos cinco minutos, na primeira boa chegada ao ataque, Wagner invadiu a área e cruzou rasteiro para Paulinho completar e abrir o placar. O atacante de 17 anos ultrapassou Evander e se tornou o mais jovem a marcar pelo Vasco na Libertadores.

Mesmo sem forçar, os brasileiros chegavam ao ataque constantemente e corriam poucos riscos, envolvendo o adversário com facilidade. Aos 41 minutos, Evander encontrou Paulinho com toque de calcanhar e o autor do primeiro gol serviu Yago Pikachu, que ampliou a vantagem.

No início do segundo tempo, no entanto, o Vasco teve uma baixa. O zagueiro Erazo deu uma cotovelada em Pacheco logo aos três minutos e foi expulso pelo árbitro venezuelano José Argot. A classificação já estava sacramentada, mas o problema é que o zagueiro desfalca o Vasco no próximo jogo. Ele saiu pedindo desculpas à torcida presente em São Januário.

Não demorou, no entanto, e o Concepción também teve um jogador expulso. Aos 16 minutos, De La Fuente cometeu falta dura em Wagner e recebeu cartão vermelho. Com dez homens de cada lado, o jogo ficou aberto, mas o Vasco optou por se poupar e administrar o resultado sem forçar, garantindo a vitória por 2 a 0 sem sustos até o apito final.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 2 X 0 UNIVERSIDAD DE CONCEPCIÓN

VASCO - Martín Silva; Yago Pikachu, Ricardo, Erazo e Henrique; Desábato (Riascos), Wellington, Wagner (Andrey), Evander (Paulão) e Paulinho; Andrés Rios. Técnico: Zé Ricardo.

UNIVERSIDAD DE CONCEPCIÓN - Cristián Muñoz; Guillermo Pacheco, Felipe Muñoz, Mencia e De La Fuente; Camargo, Pedro Morales e Droguett; Meneses, Santiago Silva (Amarilla) e Jonathan Benítez (Luis Riveros). Técnico: Francisco Bozán.

GOLS - Paulinho, aos cinco, e Yago Pikachu, aos 41 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - José Argot (Venezuela).

CARTÕES AMARELOS - Mencia, Pedro Morales, Droguett e Amarilla (Universidad de Concepción).

CARTÕES VERMELHOS - Erazo (Vasco); De La Fuente (Universidad de Concepción).

RENDA - R$ 647.140,00.

PÚBLICO - 11.424 pagantes.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).
LINK CURTO: http://folha.fr/1.388154

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook