Goffin confirma favoritismo e passa por Simon na estreia em Montpellier

Principal favorito ao título do Torneio de Montpellier, o belga David Goffin fez jus a esta condição e levou a melhor na estreia. Nesta quarta-feira, o cabeça de chave número não teve maiores dificuldades para bater um dos anfitriões, o francês Gilles Simon, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2.

Goffin precisou de 1h23min para levar a melhor sobre o número 64 do mundo. O sétimo melhor tenista do ranking chegou a ter o serviço quebrado em três oportunidades, mas respondeu com seis quebras. Agora, ele espera para conhecer seu adversário nas quartas de final, que será o lituano Ricardas Berankis ou o russo Karen Khachanov.

Na outra partida já pela segunda rodada em Montpellier, nova vitória de um favorito diante de um francês. Cabeça de chave número 6, o russo Andrey Rublev não teve nenhuma dificuldade para derrubar Jeremy Chardy por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1.

Número 36 do mundo, Rublev quebrou o saque do adversário, 91.º do ranking, em quatro oportunidades e não cedeu sequer uma quebra. Agora, Rublev espera para conhecer seu adversário nas quartas, que sairá do duelo de franceses entre Nicolas Mahut e Jo-Wilfried Tsonga, terceiro cabeça de chave.

Nas outras partidas, todas pela primeira rodada, destaque para a vitória do cabeça de chave número 5, Richard Gasquet, sobre o russo Daniil Medvedev em dois sets: 6/0 e 6/3. Já o oitavo favorito, o japonês Yuichi Sugita, caiu para o australiano John Millman por 2 a 1, com parciais de 5/7, 6/3 e 6/4. O belga Ruben Bemelmans e o francês Pierre-Hugues Herbert também avançaram.

BULGÁRIA - Pelo Torneio de Sofia, na Bulgária, destaque para a queda de dois cabeças de chave. O alemão Philipp Kohlschreiber (4) perdeu em dois sets para o bósnio Mirza Basic, com parciais de 7/5 e 7/6 (7/5). Já o holandês Robin Haase (5) caiu diante do romeno Marius Copil por 2 a 0, com parciais de 7/6 (7/5) e 6/4.

O italiano Andreas Seppi e o cipriota Marcus Baghdatis passaram, respectivamente, pelo russo Mikhail Youzhny e o italiano Salvatore Caruso. O alemão Maximilian Marterer também avançou, assim como os eslovacos Jozef Kovalik e Blaz Kavcic.
LINK CURTO: http://folha.fr/1.388124

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook