Djokovic também vacila e cai diante de Goffin nas quartas em Montecarlo

Depois de Andy Murray e Stan Wawrinka, Novak Djokovic também se despediu do Masters 1000 de Montecarlo, nesta sexta-feira. O tenista número dois do mundo foi surpreendido pelo belga David Goffin por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6 e 7/5. Em jogo de alto nível técnico, o 13º do ranking precisou de cinco match points para finalizar a partida antes do tie-break, após 2h37min de confronto no saibro de Mônaco.

A vitória levou Goffin às semifinais de uma das competições mais tradicionais do giro de saibro europeu. Depois de eliminar o dono de dois títulos em Montecarlo, o tenista belga poderá cruzar com o espanhol Rafael Nadal, responsável por nove conquistas em Mônaco. Para tanto, o atual campeão terá que confirmar o favoritismo sobre o argentino Diego Schwartzman ainda nesta sexta.

Tentando voltar ao Top 10 do ranking, Goffin começou a partida desta sexta em forte ritmo, enquanto Djokovic ainda tentava se encontrar no fundo de quadra. Logo o belga já exibia duas quebras de saque e fechava o set inicial com certa facilidade.

Na segunda parcial, mais equilibrada, o sérvio reagiu e salvou duas chances de quebra antes de faturar sua primeira na partida e abrir a vantagem suficiente para vencer o set e empatar o duelo.

Embalado, Djokovic começou melhor o terceiro set e obteve uma quebra, fazendo 4/2. Sem se abater, Goffin devolveu a quebra e empatou em 4/4. A partir daí, a partida ganhou em emoção, principalmente por causa da maior agressividade do belga. A mudança de estratégia deu certo e Goffin acabou faturando nova quebra no game final, após desperdiçar quatro match points.