Boavista segura empate com o Bangu e vai à final da Taça Guanabara após sete anos

Sete anos depois de decidir o título contra o Flamengo, campeão na ocasião, o Boavista volta a uma final de Taça Guanabara - o primeiro turno do Campeonato Carioca. Nesta quinta-feira, chegou a abrir 2 a 0 em cima do Bangu, sofreu o empate por 2 a 2, no segundo tempo, mas avançou com o regulamento debaixo do braço pela melhor campanha apresentada na fase de grupos.

O Boavista agora aguarda o confronto entre Flamengo e Botafogo, que acontecerá neste sábado, em Volta Redonda (RJ), para conhecer o seu adversário na final, marcada para próximo dia 18. O clube rubro-negro, por ter sido líder na fase anterior, joga pelo empate.

O primeiro tempo foi todo do Boavista. Com um elenco experiente, o time da casa conseguiu controlar o nervosismo, envolveu o time do Bangu e largou com 2 a 0 de vantagem. Aos 34 minutos, Lucas fez a fila pelo lado esquerdo de campo, cortou para o meio e deu de bandeja para Fellype Gabriel marcar.

Antes mesmo do gol, Gustavo Geladeira havia mandado no travessão. Já em vantagem, o Boavista foi para a cima para liquidar de vez a fatura. Fellype Gabriel cobrou escanteio e Guilherme cortou a bola com a mão: pênalti. O próprio meia foi para a cobrança e ampliou.

O Bangu só foi responder aos 43 minutos, em bola parada de Oliveira. Ele soltou o pé para a defesa de Rafael, que pegou no reflexo para assegurar a vantagem do Boavista.

No segundo tempo, o time mandante tentou uma pressão inicial, mas foi afrouxando a marcação com o decorrer do tempo, mostrando um certo cansado. O Bangu aproveitou e colocou fogo no jogo aos 13 minutos. Anderson Lessa foi até a linha de fundo e cruzou para Nilson cabecear para o fundo das redes.

O gol deu um novo ânimo ao Bangu, que saiu com tudo em busca do empate. Aos 27 minutos, Valdir foi acionado pelo lado direito de campo e mandou a bola para a área. Almir antecipou a marcação e desviou de cabeça para fazer 2 a 2.

Os minutos finais foram de ataque contra a defesa. O Bangu fez uma blitz em cima do Boavista, mas viu a classificação para a grande final ficar no travessão, na cabeçada de Almir, e nas mãos de Rafael, que segurou a última tentativa, de Anderson Lessa.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA 2 x 2 BANGU

BOAVISTA - Rafael; Thiaguinho, Gustavo Geladeira, Kadu Fernandes e Júlio César; Douglas Pedroso, Willian Maranhão, Fellype Gabriel (Vítor Faísca) e Lucas (Thiago Silva); Cláudio Maradona e Leandrão (Caio Cézar). Técnico: Eduardo Allax.

BANGU - Célio Gabriel; Valdir, Anderson Penna, Oliveira e Guilherme (Leonardo Jesus); Magno, Marcos Júnior, Almir e Rodney (Anderson Lessa); Nilson e Éverton Sena (Éberson). Técnico: Alfredo Sampaio.

GOLS - Fellype Gabriel, aos 35 e aos 41 (pênalti) minutos do primeiro tempo; Nilson, aos 13, e Almir, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Douglas Pedroso e Cláudio Maradona (Boavista); Oliveira, Valdir e Magno (Bangu).

ÁRBITRO - Pathrice Wallace Correa Maia.

RENDA - R$ 25.510,00.

PÚBLICO - 2.820 pagantes.

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).
LINK CURTO: http://folha.fr/1.388337

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook