No Rio, menino é baleado na rua quando ia para igreja

Um dia após um adolescente e uma criança morrerem baleados no Rio, um menino de 4 anos foi ferido com um tiro nas costas em São Gonçalo, na região metropolitana, nesta quarta-feira, 7. Mais cedo, a Cidade de Deus foi ocupada por forças de segurança.

João Pedro Soares da Costa, de 4 anos, mora na Favela da Linha, no bairro Rio do Ouro, e seguia para a igreja acompanhado pelo pai. Os dois caminhavam quando o garoto foi atingido nas costas por uma bala. Levado para o hospital, ele foi internado em estado grave no Centro de Tratamento Intensivo Pediátrico.

Não havia confronto entre policiais e criminosos nas imediações. Segundo a polícia, um automóvel teria entrado na favela com vidros fechados e faróis apagados. Traficantes que controlam o acesso à comunidade atiraram. Um dos disparos teria atingido João Pedro. Os atiradores não foram localizados.

Na noite do sábado, uma bala perdida matou Elias da Silva Barboza, de 85 anos, na mesma comunidade. Ele caminhava pela rua quando policiais militares suspeitaram dos ocupantes de um caminhão carregado com colchões que entrava na Favela da Linha. A carga havia mesmo sido roubada, e os criminosos reagiram. Na troca de tiros, o idoso foi atingido.

Fuzilada durante uma tentativa de roubo na terça-feira, 6, Emilly Sofia Marriel, de 3 anos, foi enterrada na zona oeste carioca nesta quarta-feira. Emocionados, cerca de 60 parentes e amigos usavam uma camiseta onde se lia: "Hoje morre um sonho. Que descanse em paz".

Jessica, tia da menina executada no carro dos pais, lamentou. "Meu filho hoje perguntou por ela. Como explico isso a uma criança de 5 anos?" Uma faixa da ONG Rio de Paz, pedindo desculpas às vítimas, foi estendida ontem no Cristo Redentor.

Já o outro caso foi de um adolescente, de 13 anos, alvejado durante operação policial no Complexo da Maré.
LINK CURTO: http://folha.fr/1.388220

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook