Com a utilização de explosivos, bandidos destruíram parte do imóvel; carros foram incendiados

Em ataque similar à Protege, quadrilha assalta empresa de transporte de valores em Minas

Bandidos usaram metralhadora que é capaz de derrubar helicóptero

Uma quadrilha fortemente armada assaltou na madrugada desta segunda-feira, 6, a empresa de transporte de valores Rodoban em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Segundo a Polícia Militar, uma metralhadora .50 - que é capaz de derrubar um helicóptero - foi utilizada pelos bandidos no assalto.

A ação seguiu os mesmos moldes do ataque realizado à Protege, em Araçatuba, na madrugada de 10 de outubro, quando levaram cerca de R$ 10 milhões e mataram um policial civil. Até hoje ninguém foi preso.

 VEJA O MOMENTO EM QUE BANDIDO DISPARA VÁRIOS TIROS: 
Quadrilha assalta empresa de transporte de valores em Minas

Uma quadrilha fortemente armada assaltou a empresa de transporte de valores Rodoban em Uberaba, no Triângulo Mineiro. No vídeo é possível ver o momento em que um dos bandidos faz vários disparos durante a madrugada. Leia mais em http://folha.fr/1.371680.

Publicado por Folha da Regiao em Segunda, 6 de novembro de 2017


Segundo o major Flávio Santiago, do setor de comunicação da PM de Minas, cerca de 30 bandidos em dez carros chegaram a Uberaba por volta das 4h30. Com a utilização de explosivos, destruíram parte do imóvel em que funciona a Rodoban. A assessoria da empresa disse que, por questões de segurança, não é possível informar o volume de recursos que havia no local no momento do assalto.

Além da .50, a quadrilha portava submetralhadoras e fuzis, segundo o major. A guarda da empresa estava a cargo de um segurança armado com um revólver calibre 38, também conforme informações da PM. Segundo a Rodoban, a segurança da empresa é feita "dentro dos padrões exigidos pela legislação".

 VEJA COMO FICOU O PRÉDIO DA EMPRESA DE TRANSPORTE DE VALORES: 
Ataque de bandidos em Uberaba

Veja como ficou local onde bandidos atacaram em Uberaba (MG), em ação semelhante à Protege de Araçatuba. Leia mais em http://folha.fr/1.371680.

Publicado por Folha da Regiao em Segunda, 6 de novembro de 2017


Até o momento não há registro de feridos na cidade, que só agora volta a ter a rotina normalizada. Policiais militares haviam pedido à população, via redes sociais, que não saíssem de casa e parte da cidade chegou a ficar sem luz.

Conforme o major Flávio Santiago, a quadrilha utilizou "técnicas de guerrilha". "Foram disparados tiros contra transformadores de energia, carros foram queimados em pontos específicos da cidade, correntes foram colocadas entre postes para evitar a passagem de veículos de segurança e miguelitos (pregos e parafusos usados para estourar pneus) foram espalhados nas ruas.

A PM de Minas Gerais iniciou buscas ao bando, inclusive com a utilização de helicópteros, mas até a publicação deste texto ninguém havia sido preso. Forças de segurança de São Paulo também foram acionadas, devido à proximidade da cidade com o Estado. "Estamos no cerco aos infratores", afirma o major. Ainda segundo o PM, caso o bando não seja encontrado, o perímetro de buscas será ampliado com o passar do tempo.

 

LINK CURTO: http://folha.fr/1.371680

Curta nossa fanpage e receba notícias pelo Facebook