Vigilância recolhe shoyo irregular em 16 pontos de Araçatuba e região

A Vigilância Sanitária de Araçatuba já recolheu 1.465 frascos do shoyo produzido em uma fábrica que funcionava em condições inadequadas no bairro São João. Segundo a administração municipal, a mercadoria recolhida estava em 16 estabelecimentos comerciais de Araçatuba e de cidades da região.

O prédio onde funcionava a fábrica foi interditado em 26 de janeiro, após equipe do GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil encontrar diversos tonéis, alguns de plástico, matéria-prima e grande quantidade do produto, parte dele já pronto para ser comercializado.

Os responsáveis pela fábrica foram presos em flagrante e a produção foi interrompida pela Vigilância Sanitária. Foi feita a autuação e os produtos começaram a ser recolhidos no dia seguinte. Entretanto, o comunicado sobre o recolhimento foi publicado apenas na terça-feira (6).

SEM RECURSO
Segundo a Prefeitura, até então a Vigilância não recebeu nenhum recurso ou impugnação dos autos de infração, apesar de o prazo para isso ser de dez dias. "Transcorrido os prazos legais, julgados os recursos ou impugnação dos autos, poderá ser aplicada a imposição de penalidade de multa", informa.

A administração municipal explica que a reabertura da empresa depende da adequação às normas sanitárias vigentes, mas até o momento, também não foi apresentado pedido de regularização. O produto fabricado pela empresa era comercializado em supermercados de Araçatuba, Andradina, Lins e Penápolis.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.388121