Momento em que Jaime (destaque) aparenta ter uma arma, fazendo com que o rapaz se distancie

Vídeo mostra vereador de Araçatuba em briga de trânsito; assista

O vereador Jaime José da Silva (PTB) voltou a ser assunto nas redes sociais neste sábado (11) após novo vídeo que está sendo compartilhado por araçatubenses, principalmente no Whatsapp. Depois de ser flagrado discutindo com atendentes de uma loja da Vivo em Araçatuba, no último dia 24 de fevereiro, agora o delegado aposentado aparece em uma briga de trânsito e, aparentemente, ameaça um rapaz com uma arma na cintura.

 Leia também:
Vereador se irrita com atendimento em loja; assista 


Nas imagens, feitas com celular e a distância, Jaime discute, aos gritos, com um motociclista. Não se sabe o local ou o que aconteceu. O rapaz diz que "todo mundo viu o que ele fez" e o vereador o chama para a briga. "Vem cá, seu covarde", afirma ao lado do seu automóvel. "Acha que eu tenho medo de homem."

 ASSISTA AO VÍDEO: 


'NÃO PÕE A MÃO'
Um homem, que estaria com Jaime, fotografa o episódio e o motociclista afirma que não é para ele fazer isso. Jaime e o motociclista se aproximam e continuam discutindo. Um rapaz com capacete na mão acompanha tudo ao lado. Ele está com o motociclista. "Não põe a mão em mim", afirma Jaime ao rapaz, aos gritos.

O vereador volta ao carro, aparenta pegar algo em seu interior, volta e diz alguma coisa que enfurece o motociclista. Ele vai em sua direção, aparentemente com raiva, mas acaba desistindo porque Jaime coloca a mão na cintura e aparenta estar armado. O rapaz retorna à moto e o vereador caminha para perto dele. O motociclista volta a ir para cima do parlamentar, que coloca a mão na cintura, segurando alguma coisa que estaria sob a camisa, como se fosse sacar um revólver. "Fica longe de mim", grita, com o dedo em riste e a mão na cintura outra vez.

No final do vídeo, de dois minutos de duração, o motociclista tenta ir embora, com o colega que assistia a tudo na garupa, mas a pessoa que tirava fotos vai falar com ele. Ele desce do veículo e o vereador se aproxima outra vez, gritando e gesticulando.

NÃO ESTAVA ARMADO
Jaime afirmou, em entrevista à Folha da Região na noite deste sábado, que não estava armado. Ele alega que apenas colocou a mão na cintura para "tentar intimidar o rapaz". E destaca que não o agrediu.

O vereador contou que o episódio aconteceu neste sábado, entre as ruas do Fico e Gonçalves Ledo. Ele estava acompanhado de um assessor e seguia pela rua do Fico para uma gravação na ADPM (Associação Desportiva Polícia Militar), quando a moto teria "surgido de repente" pela Gonçalves Ledo.

Jaime explica que precisou frear bruscamente e acabou batendo em outro automóvel. Ele parou para ver o estrago e foi aí que começou a discussão com o motociclista, que também parou. Ele levava um rapaz na garupa.

Ainda de acordo com o vereador, a situação ficou mais acalorada porque o motociclista teria agredido seu assessor e jogado a câmera dele no chão para que não filmasse. Não houve registro de boletim de ocorrência, diz ele. Jaime também disse que conseguiu identificar o proprietário do automóvel que colidiu e acertou o reparo com ele no próprio local.