Defesa Civil informou que não houve abalo estrutural no imóvel

Três pessoas ficam feridas após explosão por vazamento de gás

Vítima tiveram 80% do corpo queimado; VEJA FOTOS E VÍDEO

Uma explosão provocada por vazamento de gás em uma casa no residencial Águas Claras, em Araçatuba, deixou três pessoas da mesma família feridas na manhã desta quarta-feira (31). As vítimas são uma mulher de 79 anos, o companheiro dela, de 57, e o filho dela, portador de necessidades especiais e cadeirante. 

 ASSISTA A VIDEORREPORTAGEM: 
Explosão provocada por vazamento de gás em Araçatuba

Uma explosão provocada por vazamento de gás em uma casa no residencial Águas Claras, em Araçatuba, deixou três pessoas da mesma família feridas na manhã desta quarta-feira (31/01/2019). Leia mais em http://folha.fr/1.386743.

Publicado por Folha da Regiao em Quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, eles tiveram 80% do corpo queimado e foram constatadas queimaduras de 2º e 3º graus.

O Corpo de Bombeiros foi acionado pouco antes das 10h e as equipes de resgate da corporação socorreram duas vítimas. A terceira foi atendida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Partes das roupas que elas vestiam foram deixadas no local.

Na residência havia dois botijões de gás e a suspeita é de que um deles estivesse vazando. Os objetos não explodiram.

Ainda não se sabe o que teria feito com que o gás pegasse fogo, ferindo os moradores e destelhando boa parte do imóvel, que sofreu algumas rachaduras nas paredes. Entretanto, a Defesa Civil informou que não houve abalo estrutural no prédio.

GRAVE
Em nota, a assessoria de imprensa da Santa Casa informou, nesta tarde, que a mulher segue internada em estado grave, na UTI (Unidade de Terapia de Intensiva) Geral do hospital, aguardando vaga em hospital especializado.

O companheiro dela foi transferido para um hospital em Marília, especializado em queimaduras, e o cadeirante aguardava no Setor de Urgência e Emergência. A transferência dele para hospital especializado em Catanduva já foi disponibilizada pela Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde).

A Polícia Militar isolou a área para os trabalhos da perícia e da Defesa Civil.

LINK CURTO: http://folha.fr/1.386743